Mulheres beijando mulheres

duas mulheres se beijando (Aproximadamente 85 resultados) beijando. Beijar uma pessoa do sexo oposto e não nosso parceiro significa prenúncio de infidelidade, mas beijando o nosso parceiro, por outro lado, indica que bons tempos estão vindo. From → mulheres beijando mulheres. Deixe um comentário. Deixe um comentário Cancelar resposta. Digite seu comentário aqui... Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in: Email (obrigatório) (Nunca tornar endereço público) Nome (obrigatório) Site. Watch beijando mulheres gatas - Proposta de casamento anél de açúcar - best Kissing Pranks Of 2015 HQ - KISSING PRANKS on Dailymotion 12/mai/2019 - Explore a pasta 'Belas garotas se pegando !' de Marcelo Vermelho, seguida por 507 pessoas no Pinterest. Veja mais ideias sobre Garotas, Meninas se beijando, Fotografia de amigos. Três mulheres se beijando em uma festa. Fotos. Fotos da Clara e Vanessa (ex-bbbs) se beijando. VEJA TAMBÉM. SUA MULHER VAI GOSTAR: Veja aqui como demorar muito mais na cama. Aprenda o segredo dos atores pornô e deixe sua mulher LOUCA DE TESÃO.Clique aqui e assista ao vídeo. ⬇ Fazer download de Mulheres se beijando fotografias de stock na melhor agência de fotografia de stock preços acessíveis milhões de fotografias de stock, imagens e desenhos premium de alta qualidade e royalty-free. Faça o download de bibliotecas de vídeos Mulheres se beijando na melhor agência de filmagens com milhões de vídeos, filmagens e clips de alta qualidade premium, sem royalties a preços acessíveis. Beijando mulheres desconhecidas na rua beijando mulheres gatas Best Kissing Pranks Of 2015. Xeyacil. 2:45. beijando mulheres gatas bem Sexy Beijando mulheres desconhecidas na rua Kissing Pranks Of. Hazuxe. 3:27. Beijos com pegada beijando mulheres Sexy beijando mulheres gostosas top Kissing Pranks Of. Mulheres boas de cama é o manual digital com dicas práticas que vão fazer você chegar no orgasmo facilmente em qualquer relação sexual! Você provavelmente está passando pela situação de milhares de mulheres que acabam se frustrando por falta de prazer na cama… mulheres beijando mulheres; Uncategorized; Arquivos. março 2012; Blog no WordPress.com. Privacidade e cookies: Esse site utiliza cookies. Ao continuar a usar este site, você concorda com seu uso. Para saber mais, inclusive sobre como controlar os cookies, consulte aqui: Política de cookies ...

Sou homem, tenho 25 anos e sou virgem

2020.09.15 22:24 keeponwalk1ng Sou homem, tenho 25 anos e sou virgem

Sempre fui muito, muito fechado até meus 18 anos. Até essa idade eu só tinha beijado na boca duas vezes, sendo a primeira aos 15. Quando completei 18 anos, mudei da água pro vinho e comecei a ter amigos, a sair, etc, e apesar de eu ser feio, algumas meninas bem bonitas se interessavam em mim e eu nunca ficava com elas por alguns motivos: 1) por serem muito bonitas pra mim, 2) por terem bem mais experiência que eu e 3) pelo risco de contarem pros meus amigos que eu não sabia transar. Nosso círculo de amizade era grande, então a fofoca rolava solta. Sempre que um amigo ficava com alguém, ouvíamos dos dois lados os detalhes da ficada. Então não era achismo meu. Com certeza alguém comentaria como foi, e se minha inexperiência ficasse óbvia (que acredito que ficaria), acabou pra mim. Por puro acaso, conheci uma garota de uma cidade a 3h da minha, e nos apaixonamos. Mas ela tinha 17 anos e eu 18, então eu tinha medo de irmos no motel e pedirem a identidade dela. É uma coisa boba, mas foi o que impediu que fossemos. Então namoramos 6 meses só beijando na boca mesmo. Terminado esse namoro, eu já com 19 anos, acabei entrando pra igreja e comecei a namorar 1 ano depois. Todo mundo sabe que, em tese, na igreja só transa depois do casamento. Eu e minha namorada realmente acreditávamos na religião, então nunca transando durante nosso namoro. O problema é que nosso namoro durou 5 anos. Terminamos há 6 meses por motivos à parte, íamos nos casar nesse ano mas o relacionamento não estava bom. Agora eu tenho 25 anos e sou virgem. Saí da igreja há 3 anos já, mas não ia pra festas porque preferia ficar com a namorada. Agora solteiro, até conheço umas garotas que ficam a fim de mim, mas eu me autosaboto e não transo pelo mesmo motivo da inexperiência. Eu já fui em um puteiro pra resolver esse problema de uma vez, mas broxei hahaha. Passei 1h conversando com a mulher várias coisas aleatórias e depois fui embora. Desde então eu estou tão encanado com isso que nem vontade de transar eu sinto mais, sendo que quando eu namorava o negócio era doido, tinha muita vontade todo dia. Hoje passo semanas sem nem vontade. Eu tinha 4 contatinhos, mas todas desistem de mim porque mostram interesse, mas eu sumo. Não chamo mais pra sair, não chamo pro motel (mesmo recebendo indiretas bem diretas). A insegurança é foda e não vejo solução. Lembrando que essas não são garotas que são apaixonadas por mim, elas só querem algo casual. São o tipo de meninas que se o sexo for ruim (e acho que vai ser), vai me bloquear de tudo e postar no Twitter alguma indireta sobre isso. Eu comecei a namorar aquelas duas garotas porque achei que elas teriam mais compreensão, e as duas realmente teriam, mas nunca chegamos nesse ponto e agora não tenho nem ânimo de arranjar uma nova namorada que vá ser compreensiva. Nem sei se existe, com minha faixa de idade. Enfim, só quis desabafar.
submitted by keeponwalk1ng to desabafos [link] [comments]


2020.09.03 01:50 VelosoFurioso20 Tenho 20 anos e nunca tive nenhum tipo de relacionamento

Eai gente bom como diz o titulo eu tenho 20 anos e nunca namorei, na verdade não tenho experiencia com nada, nunca namorei, nunca beijei, sou virgem e muito menos dei um selinho em uma garota.
Sou um cara com um pouco de timidez mas não tenho muito problema em falar com as pessoas, sei que não sou um cara feio, tenho um perfil atlético, sou um cara legal e engraçado, mas não consigo entender porque não consigo conquistar ninguém, tudo o que eu quero é uma garota que goste de mim e que me de uma chance, sim sou um homem normal com desejos como beijar e transar, só que o que mais quero é alguém que possa me dar seu carinho e receber o meu.
Tenho conta em quase todos os sites e apps de relacionamento, mas quase nunca consigo um match e como não tenho experiencia nem beijando que seria o básico, acabo ficando nervoso quando vou flertar com alguém, mas mesmo assim tento e acabo fracassando. Vejo bastante gente que fala para não colocar pressão em si mesmo que tudo vai se ajeitar com o tempo, mas sinceramente não acredito mais nisso, na verdade estou perdendo as esperanças de encontrar alguém que me de uma chance.
Não quero generalizar sei que existem varias mulheres diferentes, mas cansei de ver garotas saindo com caras "machões" que não se importam elas, traem ou fazem coisas até pior, e que depois de ficarem dizendo que homem não presta, voltam pra esse mesmo tipo de cara sem nem se quer olhar pra caras como eu.
Agradeço em leu este desabafo até aqui, sei que pode parecer um muito drama mas depois de tanto tentar e não conseguir nada estou me sentindo assim.
OBS. Caso alguém tenha alguma dica ou conselho que possa me dar nesta situação agradeço profundamente.
submitted by VelosoFurioso20 to desabafos [link] [comments]


2020.08.25 17:03 Vinicinhus8 Como foi para vocês se acostumarem com a ideia de que são LGBTs?

Eu sou gay, no início eu achava um absurdo, mas agora eu sinto que sou mais feliz assim e eu gosto muito disso. Mas as vezes eu me pego pensando "Ah será que eu gosto disso mesmo?", ou eu me imagino beijando um garoto e penso que isso parece loucura e... bom ao mesmo tempo.
Eu sei que eu não gosto de mulheres por um simples fato: pesquiso mulher pelada - nada acontece, o amigo fica dormindo pesquiso homem pelado - sinto uma sensação de fogo no peito e o amigo acorda num pulo e fica doido
Acho que isso é só questão de tempo pra me acostumar. Mas como foi pra vocês se acostumarem também?
submitted by Vinicinhus8 to arco_iris [link] [comments]


2020.08.24 03:54 umCaraBahiano Dina - Minha primeira tentativa

\-Celular toca- \-Alou, Lucca? Aqui é a Dina, meu computador parou de funcionar e eu preciso terminar o trabalho de historia, você pode me ajudar? \-Oi Dina, Boa tarde,-eu respondi- Como assim você ainda n fez o trabalho?? é a nota da unidade, como tu espera passar no semestre desse jeito? \-Você precisa mesmo me dar sermão agora? -respondeu Dina- \-Tudo bem, 30 minutos estou ai. Eu e a Dina nos conhecemos ano passado no primeiro semestre da faculdade, acabávamos sempre nos esbarrando na biblioteca, como eramos sempre os dois únicos alunos que frequentavam assiduamente a biblioteca acabamos ficando amigos por acaso, ela é o tipo de mulher que qualquer marmanjo para pra ver passar, uma morena de cabelos cacheados, olhos castanhos claros brilhantes, não costuma passar muita maquiagem e chama atenção pela sua boca , desenhada perfeitamente como uma pintura. Isso sem levar em conta seu corpo, tudo perfeito, um verdadeiro corpão de violão, nem mesmo aquele uniforme da faculdade conseguia esconder suas curvas, era um verdadeiro mulherão. Peguei um leve transito até o apartamento dela, ficava a poucos quilômetros da republica onde morava, em menos de 20 minutos já estava em sua casa. \-toc toc- Fui recebido com uma grande alegria e um forte abraço, nem mesmo desarrumada ela conseguia ficar feia. \-Obrigado por vim Lu, não sei oque seria de mim sem você -disse Dina- Venha, o computador está no meu quarto. A segui até o comodo, não consegui deixar de reparar naquela mulher maravilhosa vestindo apenas um babydoll, é preciso muita força de vontade pra n acabar se derretendo por essa mulher, uma casa pequena porem muito aconchegante. \-Aqui , esse é o computador,– disse Dina – não sei oque está acontecendo, mas ele n funciona de jeito nenhum . Vou deixar você aqui concertando e vou buscar uma xícara de café ok? Você aceita uma também? Concordei com a cabeça e fui logo me sentando para resolver o problema dela. Fiquei um tempo olhando o computador e tirei um pouco de poeira e reconectei todos os cabos, até agora tudo em ordem. Quando cliquei no botão de ligar funcionou sem problemas. Humm… Estranho. \-Dina, Vem aqui por favor? Bota sua senha pra mim, preciso ver garantir que está 100% Chegou ela com as xicaras de café, colocou na cabeceira e veio colocar a senha, como estava na frente ,ela veio pelas minhas costas colocando um braço por cada lado da minha cabeça, enquanto colocava a senha sentia os seus seios no meu pescoço, aquela mulher só poderia estar tentando me enlouquecer e o cheiro dela… Que perfume doce, um cheiro que eu acredito ser algo feito com maracujá, minha fruta favorita. Olhei o pc e tudo em ordem. \-Acredito que está tudo em ordem Dina -disse Eu- , Olhe, vou me indo viu? N quero atrapalhar seu dia. \-Muito obrigado mesmo viu Lu! Não sei com poderia te agradecer por tudo. Eu sei como pode…. Mas claro que n falaria isso pra ela, soaria como um escroto. \-Que nada, sei que faria o mesmo por mim! Ela veio e me abraçou bem forte, como ela é bem mais baixa que eu, me curvei um pouco para dar um beijo em sua testa, mas quando percebi ela estava olhando para mim, nossas bocas estavam a centímetros uma da outra, conseguia sentir a sua respiração nos meus lábios. Minha cabeça enlouqueceu não sabia oque aquilo poderia significar, o momento havia chegado. Por um momento nossos olhares se cruzaram, eu n podia deixar esse momento passar. Saindo do abraço sem a afastar do meu corpo, segurei na sua cintura com minhas mãos e ela segurou o meu rosto com suas mãos macias, a beijei, nossas bocas se encontraram pela primeira vez, nos beijamos lentamente, esperei tanto por aquele momento, não poderia deixar passar tão rapido. Depois de alguns segundos se beijando ali, em pé entre a sua cama e a escrivaninha onde ficava o computador, ela parou olhou nos meus olhos e sorriu, respondi o seu sorriso dando 2 selinhos em sua boca. O meu corpo todo foi percorrido com uma sensação similar a um choque, meus batimentos aceleraram, minha respiração parecia pesar. Logo em seguida a agarrei novamente e começamos um beijo cada vez mais intenso, comecei a mexer minhas mãos por todo o corpo dela lentamente, sentindo cada centímetro de suas costas , descendo para a bunda, extremamente carnuda , quando apertei escutei o um leve gemido vindo dela. Aquilo me excitava de forma tremenda, meu pau dentro da calça começava a formigar, claramente já estava todo marcado, a segurei novamente pela coluna pressionando meu pau nela, logo após sentir com teu corpo ela retirou uma das mãos que se apoiavam em meu pescoço e começou a apertá-lo ainda por cima da calça, logo após isso ela me empurrou sentado na cama. Se sentou no meu colo com as pernas abertas entre meu tronco, o beijo ficava cada vez mais quente, ela rebolava enquanto me beijava sentindo o meu pau pela calça, ao soltar os seus cabelos não consegui mais me segurar, aquela mulher sabia mexer comigo, não aguentava mais de tesão , tirei minhas mãos de sua cintura e fui escorregando por sua barriga, por baixo de sua blusa, até chegar em seus seios fartos, ela estava sem sutiã, a essa hora do campeonato já conseguia perceber pelos bicos que marcavam a camisa pedindo para que eu a tirasse, respondendo ao impulso tirei a camisa dela e comecei a chupar aqueles lindos peitos. Seu gemido começou a ressoar pelo quarto, cada vez mais intenso, aquilo me deixava louco de tesão, um gemido tão gostoso como aqueles faziam meu ouvidos enlouquecer deixando todo o meu corpo em seu auge de tesão , meu pau já duro como pedra rogava pela sua vez de entrar no jogo, sem conseguir aguentar mais, a joguei na cama. A desgraçada sem demora já foi logo tirando oque faltava de sua roupa e ficou lá me olhando com aquela carinha de safada enquanto se masturbava, ela já estava toda molhada, seu short que acabara de tirar podia me mostrar claramente isso, uma buceta molhadinha daquelas… seria um pecado não chupar antes de comer, fiquei de joelhos no pé da cama e a puxei pelas pernas para ficar mais próxima de mim, aquela cara de safada continuava me olhando , agora já sabendo oque eu pretendia fazer olhou no fundo dos meus olhos, deu dois tapinhas de leve na sua ppk e disse com a voz mais sexy que eu já havia escutado: \-Vem! Seguida de uma risadinha de leve, eu não pude resistir, comecei a dando pequenos selinhos em seus joelhos, e fui fazendo um pequeno caminho por suas coxas com minha língua até a buceta, fazendo questão de respirar pela boca para fazer-la sentir ainda mais tesão, o quão mais perto eu chegava mais alto e mais gostoso era o gemido, ela apertava seus próprios peitos, se contorcia, puxava os seus cabelos, sabia oque ela queria mas n ia entregar tão fácil assim , fui centímetro a centímetro percorrendo o caminho, vendo ela ali se descabelando de tesão, ao finalmente chegar ela gritou, comecei dando uma única linguada indo por toda a sua buceta, o gosto delicioso se espalhou por toda a minha boca me fazendo ficar ainda mais excitado, dali em diante n consegui parar, ia brincando com o seu clítoris com a língua enquanto enfiava um dedo em sua buceta, com a outra mão massageava um de seus seios, ela se contorcia de prazer, quando comecei a aumentar a velocidade que chupava seu clítoris, colocou as mãos sobre a minha cabeça e puxava os meus cabelos, sabia que ela estava quase lá, ao perceber isso só tinha uma coisa fazer, coloquei o segundo dedo dentro dela e aumentei ainda mais a velocidade que enfiava e que chupava, essa mulher pulava, se contorcia , gritava, gemia, aquela situação toda, meu pau urrando de tesão, Ela gozou ali, na minha boca soltando um longo e excitante suspiro de tesão. Havia chegado a minha hora, sem a deixar descansar subi pelo teu corpo , dando selinhos dês de sua buceta até o seu pescoço, fui com calma dando encostando com leveza a minha boca pela sua barriga, ela dava pequenos suspiros, a sua pele macia era maravilhosa para isso, aquilo estava me enlouquecendo, ao passar pelo meio de seus seios, não consegui me segurar e comecei a chupar um deles enquanto acariciava o bico do outro ,ela soltava vários gemidinhos, eu queria continuar ali mas n conseguia mais aguentar manter o meu pau, chegando no pescoço dela, dei um belo chupão , a segurei pelo pescoço e enfiei com gosto o meu pau, ela gritou de tesão enfiando suas unhas nas minhas costas e tirou a minha mão vindo direto me beijar, sua buceta já estava tão molhada que ele entrou todo sem dificuldade, fui engolido por aquela delicia, quentinha macia e deliciosa, agarrava o meu pau com força como que tivesse esperado aquilo por horas. Continuei penetrando devagar enquanto ela me beijava, chegou uma hora que ela me soltou e voltou pra cama, me olhando no fundo dos meus olhos enquanto mordia seu próprio lábio e gemia bem baixinho, aquela safada sabia como me deixar louco. A segurei pelas coxas e comecei a meter com gosto, uma estocada seguida da outra, fudendo intensamente. Tirei o meu pau por um minuto, segurei pela cintura e a coloquei de quatro pra mim, o jeito que aquela mulher empinou a bunda pra mim…. Dei um tapa gostoso na sua raba e coloquei novamente o meu pau, meti com gosto naquela vadia a segurando por seus longos cachos castanhos, aquela era sem sombra de duvidas a melhor foda da minha vida. \-Deixa eu sentar agora deixa? - disse Dina com aquela vozinha de puta, como eu poderia recusar algo assim?- me deitei na cama…. 
submitted by umCaraBahiano to Contos [link] [comments]


2020.08.18 22:35 rVonyon to foragido escondido na casa de uma velha crente ela achou que eu era mendigo

Boa tarde Beto! Rapais, nem te conto rapais, desculpa não ter mandado mensagem ontem pra você aí, mas é por quê eu fiquei na rua rapais, aí o celular descarregou, não tinha pra onde ir, não sei se você recebeu minha mensagem ontem mas aí eu tava na rua lá sem nada pra fazer rapais, correndo pra lá e pra cá e eu parei num canto que eu tava com fome, uma senhoria da igreja me parou rapais, aí ela me levou pra casa dela que ela achou que eu era um mendiguin, aí ela me levou prum culto da igreja dela, ai fui la e aceitei rapais, aí pô... Tive que ir no culto dos crente lá mas aí eu ganhei uma caminha e uma comidinha quente hein Beto? É uma troca boa rapais, essa troca ai eu faço qualquer dia, aí é isso rapais, eu consegui carregar o celular aqui aí oh, mas eu tô foragido, não posso voltar pra casa, não posso fazer nada por quê o Celso tá me caçando aí rapais, então eu tô achando que vou mandar mensagem pra ele, tentar conversar com ele aí, tendeu? Sei lá né, só essas brincadeiras com o Celso aí, cê conhece o Celso né rapais, você tentar conversar com ele aí. Tive um sonho rapais, na casa da mulher aqui rapais, sonho bom me deu até um pouco de esperança na vida rapais, sonhei eu e tu naquele corolinha 1.8 seminovo pegando a washigton luiz rapais, oh, o carro bebendo pouco rapais, eu e tu ali oh na washington luiz hein? Meio que se abraçando, se beijando hein Beto? Corolinha... coisa boa rapais, quero viver essa vida hein Beto, por favor me ajuda aí amigo, eu não vou poder aparecer agora não por que to foragido, Beto, se não Celso vai acabar fazendo maldade comigo, Celso quando tá estressado é aque- aquelas coisas, tu conhece Celso né rapais? De anos, então vou tentar ver o que eu vou fazer com o Celso aí, quando eu puder voltar para casa eu te aviso amigo! Enquanto isso eu vou ficar foragido na casa da veia crente, tamo junto, grande abraço!
submitted by rVonyon to copypastabr [link] [comments]


2020.08.16 17:32 DarwinRusso15 Me relaciono com uma mulher casada e não sei o que fazer

Em maio de 2019, numa tarde de quinta feira, estava em um grupo para adultos no WhatsApp, quando me deparei com uma foto extremamente sensual de um nu de uma mulher que chamarei de Jessica. Logo procurei puxar conversa com ela, pois seu corpo era perfeito e, oras, estavamos num grupo para encontros liberais, e não havia nada demais em conhecer aquela mulher maravilhosa. Jessica respondeu a uma mensagem que coloquei em seu chat privado e começamos a conversar. Ela era educada, meiga e diferente do estereótipo que eu imaginava pelas três fotos que havia colocado no grupo do app. Enfim, naquele dia conversamos até tarde da noite e nas semanas que seguiram começamos a nos falar por telefone, com conversas que chegavam a durar horas ao telefone... Jessica me confessou que era casada, mas que estava em um relacionamento de 20 anos em que era praticamente invisível para seu marido. Ela confessou que eles ainda transavam de três a quatro vezes por semana, mas que se sentia mal e inclusive que, algumas vezes após o término do ato, se trancava no banheiro para chorar. Sentia sua tristeza e procurei ser o mais gentil e sincero possível com ela.... Enfim, três semanas depois nos conhecemos num encontro que posso classificar como mágico, fomos a um motel e o sexo foi maravilhoso, com carinho e cumplicidade... Ao sair de lá, ainda permanecemos por mais de três horas nos beijando, rindo e conversando... E assim foi, começamos a nos encontrar de uma a duas vezes por semana, nos falávamos todos os dias até tarde da noite, por msg, já que seu marido se encontrava em casa... Em agosto de 2019, já falávamos que nos amávamos e ela dizia que se sentia mais minha do que seu próprio marido... Confessou que suas transas em casa diminuiram significativamente, já que só conseguia pensar no sexo entre nós dois... Ela entrou na faculdade em agosto de 2019, no auge de seus 45 anos e mesmo assim, eu ia bos intervalos de suas aulas apenas para estar com ela... Saímos em sábados alternados e passávamos o dia todo juntos... Em dezembro de 2019, falávamos em morar juntos... Ah Deus, como eu a amava e ainda amo... Em janeiro viajamos juntos, escondidos e me senti quase como seu marido... Foi lindo... Entretanto, quando a pandemia começou, ela saiu de seu emprego e a faculdade começou a ficar online... Ela já não era mais a mesma... Conversávamos por msg e algumas vezes, apenas minutos uma vez ao dia... Me senti abandonado... Atualmente, ainda dizemos que nos amamos, mas quando falamos de ficar juntos, ela pede para eu ter paciência, que a hora vai chegar. Ela diz que me ama e que eu tenho que compreendê-la, nos falamos algumas vezes ao dia durante a semana, mas aos finais de semana ela quase não liga o celular... Amo essa mulher, mas acredito que ela não esta disposta a deixar um relacionamento de 20 anos por minha causa, apesar dela dizer que sou o homem dos sonhos dela... Ela fala que eu tenho que ter paciência, mas como uma pessoa que diz ter um relacionamento abusivo e sabe disso tem medo de sair de casa... Ela me diz que não transa com o marido desde dezembro do ano passado, mas havia confessado que seu marido gosta demais de sexo... E como que um relacionamento assim se sustenta, sendo que não sou ingênuo a ponto de achar que nada aconteceu... Ela já me contou nestes últimos tempos que pegou várias vezes seu marido em conversas com outras mulheres, mas diz que "esta guardando para o momento certo"... Enfim, me sinto perdido... Não consigo me envolver com outra mulher, mas me sinto manipulado, um estepe de uma mulher casada e não sei se devo continuar com esse relacionamento ou simplesmente sofrer e seguir minha vida...
submitted by DarwinRusso15 to desabafos [link] [comments]


2020.08.14 03:05 Nonsense_09 A nova Funcionária - Sexo com colega de trabalho (conto)

Obs inciais: é a primeira vez que escrevo um conto aqui, espero que gostem e estou aberto a críticas de como melhorar, eu sou um leitor que gosta de detalhes e coloquei uns bons detalhes na história novamente espero que gostem! A história é baseada em eventos que já passei misturados com um pouco de fantasias minhas
Era manhã e eu estava no trabalho, apenas mais um dia normal para em estagiário solteiro, fazia um certo tempo desde a última vez que havia transado e já sentia os efeitos da abstinência forçada, desde o último mês eu havia percebido que a nova funcionária do meu trabalho me olhava mais que o normal, ela era meu tipo de garota, negra, magra, cabelos cacheados, gostava no nome dela Marcela.. tinha seios pequenos e uma bunda normal mas só em pensar nela nua meu pau ficava duro, tinha vergonha de me aproximar com essas intenções até porquê é meu ambiente de trabalho, não sei se seria coerente fazer isso e...
-- Oi, Bom dia!
disse ela quando passou pela minha mesa com uma pilha de papéis nas mãos.
-- Está quase na hora do intervalo... quer ir comigo lanchar?
nesse momento meu coração deu um leve pulo em meu peito, o sorriso dela era tão doce quanto o seu perfume, não sei exatamente por qual motivo mas senti meu pau ficar duro e me inclinei para frente em uma tentativa de esconder a ereção.
-- É... claro... sim! eu vou! estou com fome também.
-- Que bom bb, em 10 min venho te chamar!
Ela deu uma piscada com seu olho esquerdo, seus olhos eram um verde vivo, davam a ela um ar de mistério e inocência, 10 min mais tarde novamente na minha sala ela apareceu, me olhava fixamente, eu as vezes achava estranho e ficava meio desconfortável mas aquilo tudo me envolvia, e pra ser sincero no fundo eu gostava, pedi permissão ao meu chefe e fui com ela.
Ao sair do prédio onde trabalhamos, o sol estava quente mas não estava desconfortável, ela começou a puxar conversa enquanto nós íamos até a lanchonete do outro lado da rua.
-- então, como tá o trabalho?...
-- bom está a mesma coisa de sempre sabe? as vezes tenho muito o que fazer, outras não tenho nada, as vezes me dar raiva estar lá já outras... bom.. você sabe, aquele tédio de sempre
ela deu um sorriso com o olhar e um leve sorriso com a boca, após um breve silêncio devido estarmos comendo pastel ela me lança um olhar ousado e um pouco atrevido
-- Sei que não faz tanto tempo que nos conhecemos mas quero te perguntar uma coisa, promete que não fica com vergonha?
-- Claro, por que eu ficaria com vergonha?
-- Bom, eu noto como você fica vermelho quando eu falo com você, sua cara branca tá rosada até agora
dizendo isso ela solta uns risinhos e eu fico um pouco sem jeito, e foi aí que reparei na blusa branca com calça jeans e o belo colar fino e dourado que ela usava em volta ao pescoço, ela tinha seios pequenos mas aquela blusa conseguia fazer eles se destacarem, e a calça valorizada a bunda dela.
-- Bom, o que eu quero saber é... você tem namorada?
na mesma hora meu coração deu um novo pulo e bateu muito forte eu mal conseguia esconder que tinha ficado nervoso
-- Bom... Não... é.. por que a pergunta? haha
-- Bom, eu tava pensando... se você quiser claro, que tal dar uma passada lá em casa, eu to morando sozinha, e quero te conhecer mais, o que acha? cê topa?
-- Claro! Sim! eu vou
eu ainda tremia um pouco percebi que minhas suspeitas na verdade não eram paranoias, por que ela me chamaria pra casa dela? a idéia disso me deixava um pouco mais nervoso, mas na minha calça... simplesmente não consegui esconder minha ereção, tomara que ela não perceba
-- Moro descendo a rua na casa de número 36, da uma passada lá hoje a noite, pra gente bater um papo e tals, não gosto de conversar por whats
e era verdade por mais que nos falássemos pelo whats ela não era de puxar muita conserva apesar de me mandar diversos memes
-- Tudo bem, eu vou!
logo após voltarmos ao trabalho e ao passar do dia trocávamos uns flertes, alguns sorrisos, as pessoas do trabalho pareciam perceber apesar de ninguém falar nada (pelo menos na nossa frente não) com o final do expediente ela se despediu de mim com um abraço forte e disse que ia me esperar, combinamos melhor o horário e de 19h estava ótimo, ao final da tarde tomei um bom banho, levei o pênis bem, apesar de eu ser branco meu pau é mais escuro que o resto do corpo, com veias e uma cabeça levemente arosada e de tamanho normal, aproveitei pra me depilar bem, assim que sai do banho me olhei nu no espelho, não se se todos são assim mas ao me ver pelado fiquei excitada, sou magro, apesar de comer muito hahaha, comi um pouco antes de sair de casa e ir para a dela, passei um perfume e fui, no meio do caminho diversos pensamentos me veio a cabeça, assim que cheguei na porta da casa 36 me dei conta que havia me esquecido da camisinha, mas será mesmo que vou precisar, talvez eu esteja me iludindo não sei, antes mesmo que eu batesse na porta e chamasse por seu nome "Marc.." ela abriu a porta, esteva com seus cabelos escuros presos e vestia uma camisa muito muito maior que ela, era como se fosse camisa e saia ao mesmo tempo já que chegava até metade da coxa dela
-- Poxa, chegou bem na hora, gosto de caras pontuais hein rsrs
-- É, eu tava sem fazer nada em casa e pensei que fosse demorar um pouco pra vir pra cá e...
-- Tudo bem bb, entra! eu tenho uns filmes pra gente ver.
entrei pela porta de madeira e dentro da casa era tudo muito comum e normal uma sala grande que dava para um quarto a direita aonde ela dormia e ao final da sala tinha uma espécie de cozinha, ou seja lá o que isso é, me sentei no sofá e foi ai que reparei nas coxas dela, negras como ébano, lisas, até reluzia a luz, não consegui meu pau foi ficando duro, ela sentou do meu lado e ligou a TV, olhou pra mim com aqueles olhos verdes e disse
-- a Tv alta é um bom fundo sonoro não acha?
-- Como assim?
-- Bobinho rsrs, te deixo nervosa não é?
-- Bom... um pouco
-- Eu gosto disso, percebi seus olhares pras minhas coxas, sente isso!
ela pega minha mão e coloca na coxa dela, passei alisando e senti ela arrepiar, meu pau ficou mais duro do que já estava, dava pra sentir a cueca ficando molhada, ela se deita no meu ombro e diz..
-- eu adoro e seu jeito, meio inocente, gosto disso, é virgem?
-- Não! não sou
-- poxa... tenho um fetiche de tirar a virgindade de alguém rsrs
dizendo isso ela passa a mão na minha calça e sente o meu volume..
-- bom a essa altura acho que nem preciso dizer que tenho vontade de te dar né bb?
-- Rsrsrs bom, não vou mentir que tenho vontade de fuder você... em um bom sentido claro
ela rir alto e me beija, que beijo doce, tinha um hálito suave, e seus lábios grandes e cheios sabiam beijar como nenhuma outra, não sei se é minha tara por negras ou se era ela mas meu coração estava a ponto de explodir em meu peito, após um beijo molhado e demorado com alguns intervalos para selinhos e risos, eu decido tomar a iniciativa mais ousada, empurrei ela no outro lado do sofá e tirei o camisão dela, ela estava sem sutiã nem calsinha, tinha os peitos um pouco maiores do que eu pensava, com bicos grandes e pretos, estavam pontudos, ela tinha um piercing no umbigo e entre as coxas uma buceta com pelos pequenos e bem aparados.
-- Nossa bb gostei rsrs espero que goste da minha larrisinha! rsrs
beijei-a mais e fui descendo, primeiro pelo pescoço e logo em seguida para o seios dela, ficaram ainda mais duras com minhas lambidas, não fazia idéia de quanto tempo havia passando só estava ali naquele momento, e que momento! quando desci para a buceta fui beijando-a na barriga, ela se contraia parecia sentir cocegas, gostava daquilo, quando cheguei na buceta estava tão molhada que senti um gosto de gozo, não era comum, me lembrava de relações anteriores que não achei o liquido vaginal com gosto não muito bom mas ela era diferente, era um gosto bom que me instigou a cada vez mais chupar, a cada chupada ela um gemido abafado de tesão e prazer que eu sentia que apenas me motivava cada vez mais 'ai.. ai... ah... isso... mais devagazinho...", introduzir dois dedos e dentro da vagina diz uma forma de gancho pra estimular o ponto G dela, pelo visto consegui fazer direito, não demorou muito ela estava gemendo alto e gozou ali mesmo 'AH,ah... isso... não para pvf.. iss.. a.. ahh..", ela se contorceu e gozou na minha boca, aquilo me deu um prazer imenso pois satisfez dois fetiches meus, um de transar com uma negra outro de uma gostosa gozar na minha boca, fui subindo e beijei ela, com a boca gozada e tudo, ela estava ainda trêmula e com uma cara de prazer imenso enquanto me olhava com seus olhos verdes.
-- Adorei sua oral, nunca pensei que alguém tão tímido fosse me fazer gozar desse jeito
-- obrigado.. bom, gosto de dar prazer e também de receber rsrs
-- prometo que será uma oral que fosse não vai esquecer gatão!
sentei no sofá, nem me lembrava que a televisão estava ligada e sinceramente nem me importei, tirei o tenis, a camisa e quando fui tirar a calça ela me impediu e pediu pra ela tirar, assim que ela mesma terminou de me deixar nu, e olhou meu pau mesmo na frente dela, babando de um jeito que eu mesmo nunca tinha visto, ela olhou pra mim e foi aproximando a boca da cabeça da minha rola, e bem devagarinho foi colocando boca a dentro sempre me olhando com aqueles olhos verdes, aquela pele tom de ébano que me deixava cada vez mais louco de prazer, e foi assim pelos próximos minutos, sempre me olhando com um olhar de prazer enquanto fazia a lingua dançar sobre minha rola, a sensação que senti foi intensa e ela parecia sentir o que eu sentia, toda vez que eu pensava que estava próximo de gozar ela diminiu a intensidade e depois voltava, parecia que queria me torturar mas eu estava amando meu coração mal se continha no peito, a sensação de prazer, uma coceira boa não sei como dizer ela tinha um dom na lingua e nos lábios com a cabeça da minha rola que nenhuma ex teve, alterava entre beijos e gargantas profundas até que eu estava prestes a gozar
-- ah.. ahh... não.. isso.. vai... vou gozar tira a boca
-- Não! quero que você goze na minha boca! vai safado goza!
tentei segurar, mas não consegui, nunca tinha gozado tão intenso senti até o coração parar e depois voltar quando voltei a abrir os olhos ela sorria, com o rosto melado e a boca babada, pulou rápido em mim e nos beijamos prolongadamente, não me importei de ter provado meu prórprio gozo pela boca dela, mas só em ter-la nos meus braços sobre mim, aquilo sim, conseguio me alcamar bem, apos alguns minutos abraçados e nos beijando ela disse bem baixinho ao meu ouvido
-- agora quero que fosse foda minha buceta
aquilo me vez arrepiar e já me sentia pronto pra mais uma rodada, me deitei no sofá e ela montou em mim, passei um bom tempo, gemendo assim como ela, sentindo o quão gostoso é a buceta dela, e pensando no quão sortudo eu sou de tá ali, depois me perdi de mim mesmo, gozei várias vezes e ela também, trocavamos de possição e depois começava tudo denovo, naquela noite me entreguei ao prazer que ela me deu entre as pernas e tudo aquilo que consegui dos seus lábios, não me lembro como mas quando nos demos conta tinhamos perdido a conta de quantas vezes tinhamos transado e já eram 3 da manhã e nós dois ainda tinhamos que trabalhar, dormi com ela, de conchinha, transamos mais algumas vezes até as pernas doerem mais do que já doiam não aguentarmos mais, não sei como consegui me levantar da cama assim que acordei, não sabia se realmente tinha transado tanto com ela ou se alguma parte daquilo foi só um sonho, mas ao vê-la do meu lado com aquele nariz pequeno e fino com um biquinho na boca enquanto dormia cabeos meio bagunçados e nuas com a bunda pra mim... ah aquilo vez meu coração até errar as batidas, era como um anjo no corpo de mulher, eu estava cansado e ela também assim que acordamos nos arrumamos nas pressas e mesmo assim chegamos atrasados ao trabalho mas que importa? a noite foi incrível, naquele mesmo dia assim que acabou nosso horário e fomos nos despedir...
-- gostei muito do que tivemos ontem a noite... minha buceta tá com saudade da sua língua rsrsrs
-- quando quiser uma nova visita é só avisar
-- bom... que tal hoje de noite novamente, no mesmo horário, no mesmo sofá, tudo como um belo replay bb??
-- Já estou lá! rsrsrs
Bom aos que leram até aqui eu agradeço, é um conto inspirados em algumas fantasias minhas misturadas com experiência sexuais que tive! aceito dicas e críticas sobre minha escrita e o que acharam dessa história da Marcela? kkk
submitted by Nonsense_09 to sexualidade [link] [comments]


2020.08.13 15:35 whoolii desabafo gente kkkkk

oioi pessoas blz? Então é...a minha família passa por muita coisa e eu moro em casa de sobra (quer dizer que é uma em cima da outra mas onde eu moro só tem treix casas) e junto eu moro com os meus tios por parte de pai. Enfim,desde 2019 meu pai ele tinha (ou tem,não ligo mais pra essa merda) uma relação com a patroa dele...e minha mãe foi descobrir em janeiro desse ano tudo,tudo e é muita coisa,e quando minha mãe descobriu meu irmão mais novo se pronunciou e disse "mãe,eu vi o papai beijando uma mulher loira perto da piscina." e era a patroa. Minha mãe lógico brigou com meu pai e falou pra patroa,e meu pai é alcoólatra e a maioria das vezes minha mãe pegava o celular dele e sabia da senha e sabia um monte de coisa..mulheres,muitas e muitas mulheres.
E meu pai seguiu a vida com cocaína,bebendo,gastando dinheiro e olha..eu e meu irmão sem comer. Eu não sou magra de família nem meu irmão e pelo dinheiro gasto a situação ficou pior. Minha mãe estragou tudo também,ela falava com um cara e tinha relações com ele e eu fui descobrir quando eu ia dormir...nossa eu fiquei péssima,eu chorei. Muito.
Brigas muitas brigas. Eu tava sofrendo,eu to sofrendo.
E as brigas foram para os ouvidos da..(desgosto de chamar aquela mulher de tia) e começou e piorou cada vez muito mais falavam na minha mãe e do meu pai. Falavam que minha mãe só ta vava ficando ainda com meu pai por causa do dinheiro. Eu duvido muito kk.
E 3 de agosto foi meu aniversário de 13 anos yeey....seria legal se um dia antes meu pai estivesse comigo,eu chorei com a blusa dele e eu chorei quando fui dormir. Lógico,sempre quieta.
E no meu aniversário já de noite meu pai apareceu ele tinha ido trabalhar e ele tava todo machucado e eu tinha pensado que ele tinha caído ou algo do tipo..eu tava deitada no sofá e minha mãe perguntou "O que aconteceu contigo?" e ele respondeu "tentei me matar." simples e calmo.
Sim,ele disse isso no meu aniversário,no meu dia,meu dia especial...
Minha reação foi para oque eu tava fazendo correr pro meu quarto e chorar muito. Nossa..eu chorei demais e tranquei a porta pra chorar...e eu só ouvi minha mãe falando "VIU OQUE VOCE FEZ?".
Eu sai do quarto com a cara inchada e minha mãe disse que era pra eu lavar o rosto e pentear o cabelo pra descer pra ir pra casa de uma outra tia e eu fui né...com a cara de choro mais com um sorriso falso no rosto. E eu vi minha prima minha tia com um bolo em cima da mesa e sério eu fiquei muito feliz eu tava muito triste mas feliz. Mas quando eu vi acara da minha prima por eu estar com a cara de choro ela ficou preocupada (eu amo ela de verdade sério kkk). E pra melhorar aquela mini festinha a minha outra tia por parte de mãe (eu tenho muitas tias ;-;) me ligou (ela mora na Paraíba e afins) me deu parabéns e falou palavras fofas e eu vi a filha dela,um anjo também kkk.
E é isso..não posso negar que ainda to muito triste. Mas as coisas estão melhores. Beijo a todos.
submitted by whoolii to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.08 17:52 afullscreen Conto erótico, baseado em fatos reais: No Supermercado

Gente, tô começando a escrever contos eróticos, gostaria da opinião de vcs, por favor 😉 <<<
Sabe aquela pessoa que só de lembrar já esquenta o corpo todo? Assim era o Marcelo para mim, moreno, alto... Daquele jeito que a gente olha e sabe que tem uma química foda! A gente já tinha super entrado no clima, numa balada, e tinha rolado um beijão, mas ele era amigo do meu ex namorado e meu ex apareceu inesperadamente na festa e cortou todo o clima. Eu fiquei incomodada e fui embora, com a pepeca latejando de tesão, mas naquele dia não rolava continuar.
Até que uns quatro dias depois daquela festa e umas cinco siriricas dedicadas ao Marcelo depois, eu estava fazendo compras no mercado e o Marcelo aparece do nada. Daquele jeito dele, charmosérrimo, estiloso, cabelo comprido preso num coque, barba cheia, camisa branca e calça jeans justa, super sexy. Na hora minha respiração falhou e o coração veio na boca. Senti até meus lábios ficarem inchados e as bochechas vermelhas, enquanto minha calcinha automaticamente encharcava. Era uma noite quente, e eu comecei a suar, mas era de nervoso. Eu tava com um vestido preto, colado mas nem tanto, que ia até os joelhos, e comecei a sentir uma gotinha de suor escorrendo pelas minhas pernas.
Marcelo me viu, sorriu e veio na minha direção. Na cestinha de compras ele tinha apenas um fardinho de cerveja. Eu estava escolhendo um vinho branco e já tinha pego alguns aperitivos. Ele olhou para minhas compras e perguntou “vai rolar uma festinha em casa hoje?” E respondi “o plano era me divertir sozinha, mas…” Já com um olhar safado e um sorriso, porque se tem algo que eu sei fazer é flertar. Ainda mais com um cara que me deixa louca de tesão. Eu não podia perder essa oportunidade.
Mas, nessa arte ele é quase pior do que eu, então ele chegou bem perto e falou no meu ouvido “até agora eu não sabia o que ia comer essa noite…” Eu ouvindo isso e sentindo o cheiro gostoso dele, derreti na hora. Dei uma risadinha e falei “seu safado”. Aí “sem querer” encostei as costas da minha mão na calça dele e já deu para sentir o pau dele duro, me querendo. Eu estava em êxtase, não conseguia parar de sorrir de felicidade e excitação, mas tava me contendo para manter a pose de sexy e sedutora. E eu sabia que ele tava exatamente na mesma.
Fomos juntos ao caixa, passamos o tempo todo brincando com encostadas e encoxadas “sem querer”, até que ele meteu o mãozão na minha bunda e apertou com tanta vontade que quase dou para ele ali na frente de todo mundo.
Mas ok, pegamos as compras e fomos pro estacionamento, era noite e não deu outra, quando entramos num lugar escuro eu me virei para ele e dei um cheiro, seguido de beijo com direito a mordida no pescoço, que o pau dele quase rasgou a calça de tão duro que ficou. Então ele me grudou no beijo perfeito, violento e apaixonado, de tirar o fôlego. Só de lembrar eu começo a salivar. Ele me apertou contra a parede, num canto escuro, e foi ali mesmo que rolou. Ele meteu a mão por baixo do meu vestido e sentiu minha calcinha encharcada, e foi botando a mão na minha buceta. Enquanto isso eu abria o cinto da calça dele com pressa, e nenhum de nós conseguia respirar de tanta vontade. Peguei no pau dele e foi uma das coisas mais gostosas que senti: enorme e muito grosso. E eu que achava que não dava para ficar com mais tesão, estava claramente enganada.
Minha calcinha já tava nos joelhos e a saia do vestido levantada. Coloquei o pau dele para baixo, esfregando na minha buceta e no meu clitóris e tava gostoso para caralho, poucas vezes tinha sentido tanto tesão assim! E esse homem me beijava e respirava pesado no meu ouvido que eu sentia que ele tava tão desesperado por aquilo quanto eu. O desejo era tanto que na segunda esfregada eu senti que não ia aguentar muito tempo, meu corpo inteiro queria gozar. Sentir o pau dele quente e duro deslizando e se lambuzando em mim tava me deixando louca! Na hora que eu já tava chegando quase no clímax ele botou as duas mãos na minha bunda e me puxou um pouco para cima, contra a parede, e finalmente me comeu.
Na primeira entrada eu já tive um puta squirt e senti jorrar litros d’água em nós dois, ali mesmo no estacionamento! Foi uma coisa muuuito gostosa e raríssima. E então ele falou “puta que o pariu, é a mulher mais gostosa do mundo!” Ele metia forte e fundo em mim e eu com um mão arranhando as costas dele, e a outra na nuca, com meus dedos entre os cabelos presos dele, beijando aquela boca como se só ela tivesse a última gota d’água do mundo para matar minha sede!
Muito ofegante eu consegui falar “você que é um gostoso!” enquanto ele continuava me comendo violentamente e me segurando alto, contra a parede, com as pernas em volta do seu quadril. Eu tava quase gozando, na hora que ele falou gemendo “eu vou gozar!” Era tudo o que eu queria ouvir, falei “goza em mim!” Eu gozei na hora e ele veio com tudo, e gemeu alto no meu ouvido. Eu senti tudo, nós dois gozando juntos, água escorrendo e um frio delicioso na barriga. Caralho, que delícia!
Relaxamos e nos beijando começamos a rir, até ver que o segurança do mercado estava chegando. Aparentemente tinha até platéia! Saímos correndo e rindo, mas com as pernas bambas. Deixamos até as compras para trás. Nunca mais voltei naquele mercado.
submitted by afullscreen to sexualidade [link] [comments]


2020.07.28 05:48 leepz2019 Um "amor" que eu não entendi

Olá me chamo L. (H.28) e venho buscar opiniões pra poder entender oque está acontecendo. Há 4 anos atrás conheci uma moça denominada D. Moça bonita e jovem 15 anos, só queria curtir e zoar a vida, quando eu a conheci foi em casa, naquela época consumimos maconha e vivíamos chapados, ninguém queria nada com nada, eu recém terminado e ela também. Nos envolvemos e aconteceu, a gente ficou e deixamos claro que não queríamos nós apegar tanto, porém não foi isso que aconteceu. Porém eu vinha passando por problemas devido ao meu término recente e vi que estava ali só por estar mesmo. Comecei a pensar e fui me afundando numa depressão profunda e amarga, porém não quis demonstrar isso, eu gostava muito dela e sabia que na idade dela não tinha porque envolver-la em algo desse tipo, afinal queríamos curtir. Passando um tempo minha mãe sabendo da minha situação me chamou pra ir morar com ela no nordeste, sem chão e sem nada resolvi ir sem hesitar. Expliquei para a D. que teria que ir embora pois não tinha mesmo condições de me manter nas condições emocionais que eu estava. Ela entendeu e compreendeu, sempre fomos muito sinceros um com o outro. Fui embora de coração partido por deixar a cidade e pessoas muito importantes pra mim pra trás. Chegando lá não consegui me adaptar e cai em depressão profunda, o único motivo pra eu sair da cama era comer e fumar cannabis. Passado um tempo comecei a me sentir mais disposto, saia pra passear beira mar, dar uns pegas bem assim dizer, uma euforia total. Cheguei a mandar mensagem pra D. Já que tinha me afastado por conta da depressão, porém ela tinha voltado com o ex, segui em frente afinal oque mais me importava era se ela estava feliz ou não. Passado uns 2 meses entrei em uma crise psicótica devido ao uso de cannabis. Passei por avaliação psicológica e fui encaminhado pra uma clínica. Foram os piores dias da minha vida, porém aprendi muita coisa ali. Eu já não queria mais morar lá no nordeste então saindo da internação resolvi fazer uso de drogas denovo sabendo que assim minha mãe me mandaria de volta pra minha cidade aqui no sudeste. Voltei e continuei a usar contrariando todo o tratamento da doença (esquizofrenia) uma simples tendência nada que me tornasse incapacitado de lidar com a sociedade. Certas vezes cheguei a sair e esbarrar com ela pelas ruas, cruzamos olhares mais ela ainda estava com ele e eu pensava que ela estava feliz e não queria estragar isso. Passado um tempo me atacou outra crise e resumindo segui pra uma internação mais severa agora aqui no sudeste e parei com o uso de drogas pra não atacar crise de novo. Fiquei um ano focado em trabalhar e cuidar de mim se manter relação amorosa com ninguém, isso foi ano passado. Um amigo em comum que namora uma amiga dela me disse que esses dias elas estavam conversando sobre mim, que ela aparentemente estava tendo um mal relacionamento com o namorado dela e disse que ela nunca me esqueceu e que gostava de mim depois de todo aquele tempo. O amigo me disse pra mandar mensagem pra ela, passado alguns dias eu criei coragem e mandei um oi pra ela no wpp. Sem resposta eu pensei, ela deve estar se acertando com ele, melhor eu deixar quieto. Passado mais alguns dias respondi um storie do instagram, não passou muito ela me respondeu com um emoji, logo voltamos a nos falar cada vez mais e mais. Perguntei se ela tinha terminado e ela disse que sim, antes de agente voltar a se falar ainda. Numa sexta feira tomando uma cerveja ela me disse que ia dar com o irmão, eu sem muito o que fazer chamei ela pra tomar uma em casa onde nos conhecemos, e ela aceitou e veio pra minha casa, já com a intenção de ficarmos, pois havíamos conversado por mensagem. O reencontro foi algo muito especial pra mim, algo que eu não consigo explicar. Ela passava quase a semana em casa, e quando ia pra casa dela trocava-mos mensagem do amanhecer ao anoitecer, eu achava me sentia muito pressionado mas sentia que ela precisava disso pois ela havia mencionado que também tinha parado de usar drogas que ocasionaram em crises de Pânico ou ansiedade não sabemos ao certo pois ela não quis ir ao médico saber sobre. Ela vinha tendo crises com certa frequência e eu sempre ajudei como pude, quando estava longe eu tentava distrair-la, quando perto abraçava, conversava, contava algo engraçado até passar tudo. Com um mês pedi ela em namoro durante uma festa que fazíamos em casa, ela aceitou, ficou emocionada ao meu ver, pois havia relatado que ninguém nunca tinha feito aquilo com ela, pusemos as alianças e comemoramos aquele dia. Ela passava muito tempo em casa e eu e meu irmão estávamos desempregados no momento, logo conversamos que ela vinha um dia da semana pra casa e nos fins de semana pra não pesar pra ninguém como havia combinado com meu irmão, conversei com ela e foi sem problema mas sempre ela inventava algo como está tarde ou vai chover ou que se sentia bem em casa comigo, pois o pessoal de casa sempre gostou dela e tratou ela super bem, entao eu ficava sem jeito de pedir pra ela ir pra casa dela. Mas sempre expliquei pra ela que quando eu pudesse eu traria ela pra morar comigo aqui, ela sempre ajudou como podia, não tinha dinheiro pois não trabalhava e eu ainda estava sem serviço pois nosso negócio estava parado por conta da troca de estação. Passando algum tempo realizamos a venda de um imóvel rural, recebi um bom valor da minha parte e sempre combinamos que quando o negócio voltasse a rodar iríamos trabalhar pra fazer esse dinheiro render então decidi pegar o resto das coisas dela , até isso acontecer aproveitamos muito, bebemos muito e curtimos muito, sempre comprei coisas pra comer sem necessidade, porém comprei muita coisa necessária também como roupas pra nós dois, comprei maquiagem pra ela, escova progressiva pro cabelo, trocamos de celular, comemoramos aniversário fomos em festas antes dessa pandemia é claro, aos pouco vi ela ficar cada vez mais linda de que quando a conheci. No caminho dessa curtição sempre reparei nas atitudes dela comigo, principalmente quando bebia ela me desagradava com certas atitudes, eu ficava extremamente magoado com aquilo e sempre me abri com ela e expliquei que aquilo me magoava muito. Coisas como, você tá parecendo meu ex, amigos que dava em cima dela eram melhores que eu, ou em certa conversa expliquei pra ela que ela me devia respeito, pois sempre respeitei ela e fiz o que ela queria, ela nunca teve quem fizesse essas coisas por ela, então eu fiz tudo na melhor intenção e felicidade por fazer ela feliz, ela me disse que não tinha por que me respeitar. Nós não éramos mais namorado, ela já estava morando comigo há mais de 4 meses, éramos praticamente marido e mulher, claro que tinha que ter respeito um pelo outro poxa. Sempre tivemos biometria do celular um do outro como sinal de confiança mas nunca olhei seu celular, uma vez ou outra só quando queria saber oque tanto fazia ali, e ela fazia também quando eu dormia eu acho, pois não via ela mexendo, até aí normal, apesar dos apesares sempre nos demos muito bem e eu achava que éramos felizes. Mas de nesses últimos 2 meses, reparei que ela já não se divertia muito diretamente comigo, só quando não tinha mais ninguém mesmo, se tivesse algum parente dela ou meu bebendo com a gente ela era totalmente radiante e feliz. Se eu for parar pra contar tudo que eu reparei com certeza vai ficar muito maior esse texto.. Continuando, mais precisamente a umas 3 semanas fomos a um aniversário do cunhado dela que eu sempre vou considerar como se fosse da minha família, inclusive sou muito grato a ela por ter conhecido ele e também a minha cunhada que é namorada dele e irmã da D. Enfim fomos a festa e chegando lá estava a família do aniversariante a mãe e os irmãos que eu conhecia aliás, tem um deles especificamente denominado J. Que ela sempre me falou mal, dizia que quando ele estava com a namorada ele era c..são e dava ânsia cada vez que ouvia o nome dele, porem recentemente a parceira dele largou dele e foi embora do estado. Até aí tudo bem, ele foi super simpático comigo, porém notei ela muito simpática com ele. Naquela noite fiquei assando carne na garagem em baixo onde se encontrava a maioria do pessoal, e ela distante de mim, direto lá em cima conversando com os irmãos do cunhado e nada de me dar atenção, percebi mas nem falei nada pra não ficar um clima chato na festa e nem começar uma briga com ela. Festa acabando chamei ela pra ir embora que a irmã dela ia levar a gente, ela estava jogando futebol no game com os irmãos do cunhado dela, e não me deu ouvidos direito, disse que estava vendo alguém jogar, eu falei vamo que o carro tá ligado já, ela disse que já ia, desci e falei pra irmã dela chamar que ela não queria vir, a irmã subiu, logo ela desceu, ao sair do portão torceu o pé, estava bem embriagada, todos estávamos, durante o caminho veio dormindo e chegou em casa subiu as escada deitou na nossa cama e logo adormeceu. No domingo ela acordou com o pé super inchado me chamou e eu perguntei se ela queria ir ao hospital ela disse que não, depois disso no meio do dia meu sogro liga pra ela perguntando se não queria ir na casa dele, disse que era melhor não ir por casa do pé, ela não gostou então fomos mesmo assim, bebemos rimos muito aquele dia, tudo normal, chegando em casa cuidei dela devido a pé e ficamos de boa, estava tudo normal aparentemente, na segunda ela ficou o dia inteiro no quarto devido ao pé inchado, na terça disse que iria na irmã dela e que a mãe ia lá e queria passar o dia lá, normal pra mim, antes de sair meu irmão havia pedido pra ela separar algumas peças que foram vendidas, ela disse que faria assim que chegasse. Na sexta feira antes disso meu avô havia sofrido uma queda e bateu a cabeça forte, no sábado do aniversário ele havia passado mal da pressão e ido ao hospital, desde então eu já estava aflito com essa situação e ela nem pra perceber, foi mesmo assim pra casa da irmã, no meio do dia me manda uma mensagem dizendo que o pé inchou, perguntei pra onde tinha andado ela disse que tinha ido ao mercado de apé, já fiquei meio irritado, pois há algum tempo ela já não ajudava nas tarefas de casa direito, coisa que sempre fiz independente de estar trabalhando ou não, paras as obrigações fazia corpo mole, pra se divertir era a primeira a agitar, blz. Me mandou uma foto do pé inchado, logo em seguida falei "quero ver essa disposição aqui em casa" e mandei uma palminha sobre a foto. Meu avô havia ido ao médico e eu estava extremamente preocupado. Não conversamos o resto do dia, mais ao anoitecer ela chega em casa me dizendo que tinha que voltar lá na irmã pra cortar a franja, só olhei e não respondi, por tamanha indignação com as preocupações minhas comparadas com as dela, que já não se importava muito com o que eu sentia e afins. Depois daquele dia ela se fechou e não saia do quarto nem pra comer, e direto eu vinha ver como ela estava, quando ela não estava vendo algo no celular estava jogando com o J. quem ela sempre falou mal, e estava rindo com o cara, toda hora conversando, e comigo nada de conversa, ia dormir tarde conversando no wpp e jogando, rindo com os outros e eu nada, fui ficando extremamente magoado e nervoso com isso tudo, cheguei a ter batedeira e tremedeira de nervoso, sensação de desmaio, fraqueza, decidi então ocupar a cabeça com serviço, enquanto ela ficava no quarto isolada falando só com quem ela queria eu me distraia com outras coisas. Na sexta feira resolvi puxar assunto com ela no wpp, já que ela não saia de lá, logo ela me respondeu e conversamos, disse a ela que não dava pra continuar desse jeito e ela concordou, eu também disse que desconfiava que havia algo errado ( mais uma coisa de intuição ou pressentimento não sei explicar) , ela me disse que eu tava viajando já, um pouco também é pelo fato de ela colocar o celular debaixo do travesseiro antes de dormir, coisa que nunca aconteceu e eu achei estranho mas nem falei sobre isso, durante a conversa me disse que tinha uma bagunça dentro dela que a vida dela era um caos e não queria me envolver nisso tudo, que cansou de fingir que tava bem e precisava pensar na vida, que tinha que ficar um tempo sozinha pra ver oque ela tava fazendo da vida dela????? Como assim? Depois de tudo que passamos que "conquistamos" , tudo que curtiu , dizia que me amava e eu também dizia, aliás ainda amo, cadê aquele amor todo que tinha me dito que tinha? Que nunca me esqueceu? Que eu era a melhor coisa que tinha acontecido na vida dela? Que eu era o homem que ela pediu pra Deus? Que eu ninguém tratou ela como eu tratei? Passou mais um dia, enfim logo ela mudou de assunto e desceu ajudar minha cunhada com umas coisas de casa, foi até mim, disse que me amava, me deu um beijo, e disse que havia melhorado um pouco, mais a tarde eu ainda trabalhando perguntei a ela, e aí tá de boa? Ela me respondeu.. Sinceramente não tô não.. Disse a ela que a hora que eu subisse conversaria Ela perguntou se podia chorar, pois estava com uma vontade gritante fazia tempo Disse que sim, que as vezes tudo que precisa é desabafar e fazer isso mesmo Eu subi, cheguei no quarto e liguei a TV e coloquei algo pra tocar num volume mais ou menos, abracei ela bem forte deitado na cama, e senti ela chorando bem baixinho pra não perceber, ali eu me senti muito mal mas muito mesmo, porém a gente havia conversado e ela me disse que não foi nada que eu tivesse feito ou falado pra ela, do contrário, era coisa dela e ela não queria me envolver, enfim ela terminou de chorar veio até mim e nos beijamos intensamente, sentou no meu colo e continuou me beijando, cheguei a pensar que transariamos. Ela saiu de cima e estávamos conversando sobre nada específico que envolvesse nossos sentimentos, ela me perguntou se eu tinha entrado no jogo que sempre jogamos juntos pra coletar recompensas eu disse que não e pedi pra ela pegar meu celular pra eu poder fazer isso, entrei lá e logo o J. estava online e me chamou pra jogar, joguei com ele na boa pq já tinha combinado, e perguntei a ela se ela queria jogar, sem hesitar ela entrou com a gente, jogamos até altas horas e foi bem divertido. No dia seguinte estávamos conversando normal e tudo até que um amigo em comum avisou que teria um churrasco de aniversário na casa dele a noite e teria chamado também a irmã dela e o cunhado, logo encaminhei pra ela e ela disse que tinha combinado almoço na casa da mãe do cunhado dela onde reside o J., falei mais eu nem sabia que se tinha combinado isso, e outra dava pra ficar pra outro dia, já percebi que ela não gostou e parou de falar comigo, subi no quarto pra trazer comida pra ela pois ela não havia saído do quarto, cheguei ainda amoroso e disse comprei algo pra você comer, ela disse que não tava com fome e não olhou na minha cara, pensei poxa denovo isso..algum tempo depois entrei no quarto ela rindo e jogando denovo com o mesmo cara, enquanto eu resolvia as coisas pro aniversário e trabalhava. Pouco antes de me arrumar entrei no quarto a mesma situação, não me senti mal exatamente por ela estar jogando e rindo com ele, fiquei meio chateado por que ela me ignorava. Enfim varou a tarde jogando e tive que pedir pra ela se arrumar se não nós atrasariamos, fez cara e se arrumou, e seguiu seca e meio calada igual a semana inteira, fomos para a festa.. Chegando lá se divertiu e tirou foto com todo mundo menos comigo..depois de um tempo ela me disse que estava passando mal e queria ir embora, trouxe ela em casa que é perto e pedi pra ela comer algo quando chegasse pra não acordar passando mal com dor de cabeça Ali eu tomei a decisão de fazer como se fosse um dia em que eu pudesse extravasar, Bebi como se não houvesse o amanhã, fui até 10 horas da manhã bebendo.. chorei muito desabafei muito com a minha cunhada que sempre foi parceira e amiga em tudo, inclusive da D. Subi e descansei, não vi ela acordar e quando acordei ela estava no banheiro, desci e continuei bebendo e pensando em tudo. Fiquei o dia sem inteiro sem entrar no quarto..quando entro me deparo com ela mais uma vez jogando e rindo com o cara, depois disso comecei a tremer e sentir batedeira denovo. Conversei com alguém e fui tomar um banho pra acalmar. Funcionou, entrei no quarto e acho quel ela percebeu que eu saí nervoso logo ela saiu do jogo. Na segunda feira ela ia repetir o mesmo esquema da semana passada e ia me ignorar..passei o dia inteiro pensado sobre o que fazer e como fazer e decidi subir pra conversar. Cheguei no quarto ela estava com a toalha ao lado..perguntei se ela iria se banhar ela seca me disse "vou"... Disse que a hora que ela voltasse precisaríamos conversar.. Ela voltou do banho e sentou na cama e disse.. Vai solta a letra.. Já rebati..é assim mesmo que você fala? Tem certeza que quer começar uma conversa assim? Ela disse não,, foi mal diz aí oque se quer Perguntei eai? As coisas vai ficar assim mesmo? Se não quer falar comigo, só ri e conversa normal com os outros? Ela disse eu não tô falando com ninguém 🙄 Já parei a conversa e falei ... Ó assim não dá nao...faz um favor e só arruma outro lugar pra você ficar e pode ir embora.. Sem hesitar ela disse hoje mesmo eu faço isso! Me doeu muito ter que dizer aquilo.. Mas para ela foi como se já tivesse esperando.. Então me dirigi a porta e disse, me faz um último favor? Ela disse hum? Falei.. Isso que você fez comigo, não faz com o próximo não.. é feio e é muito errado... Ela balançou a cabeça e disse... Tá bom Desci e fiquei inquieto lá em baixo, minha vontade era subir e falar tudo que estava e estou sentindo agora.. Ela me pediu pra ajudar a encontrar as chaves da sua casa, subi e quando abri a porta ela estava sentada chorando muito...aquilo me partiu o coração, mesmo assim encontrei as chaves e entreguei a ela.. Sentei ao lado dela quieto e esperei pela carona dela.. Pouco antes de ir me pediu um abraço. Nós abraçamos e nos beijamos uma última vez e enfim ela foi embora.. No dia seguinte atualizou seu status pra solteira nas redes sociais e posta indiretas como coisas do tipo a dar entender que já está em outra e isso tem me magoado profundamente.. Eu tenho tanto ainda pra falar..mas estou digitando faz horas.. Fica aqui um desabafo +
submitted by leepz2019 to desabafos [link] [comments]


2020.07.14 16:30 galoccego Relato de um ex-barman

ESSE RELATO NÃO É MEU, ENCONTREI NO FACE E COMO ACHEI MUITO INTERESSANTE DECIDI TRAZER PARA O REDDIT.
Relato da internet: Parte 1 Já trabalhei como barman e observando bastante a vida dos que estavam do outro lado do balcão, tudo o que já falaram é verdade.
Entradas para as mulheres são sempre cortesias. Os homens pagam caro. E não se enganem achando que as mulheres não pagam a entrada, quem paga são os homens. Se a entrada na noite custa R$ 30,00 pra um homem, a verdade é que é R$ 15,00 masc(a dele). e R$ 15,00 femin(de alguma menina que entrou "free"). Os donos de bares jamais levam prejuízos e nada é de graça. No bar que eu trabalhava, o dono fazia "descontos" para os amigos, e usava esse argumento.
Nos bares sempre tem as bebidas originais bem guardadas, que são destinadas aos Vips. Geralmente, os alfa$. Os ricos chegam, as bebidas de qualidade vão todos para eles, e pegam mulher com o rodo. Já os pobres coitados que não são ricos, consomem bebidas falsificadas e não pegam ninguém.
Nesses lugares, o que mais vi mandar em tudo é o dinheiro. Quanto mais rico o cara for, mais mulher ele consegue. E nunca vi um alfa físico sair ganhando de um rico. A ordem de prevalências pelo que já constatei é:
  1. Ricos.
  2. Caras que tem o shape massa.
O resto nem entra, porque gordos, magrelos, baixos, pobres, etc, só levam prejuízo na balada. Prejuízo financeiro e EMOCIONAL. Quando conseguem alguma coisa, é no final da noite com alguma feínha que foi rejeitada pelos alfas. Quando a balada está terminando, e aquelas meninas que foram rejeitadas pelos alfas estão voltando para casa chateadas com a vida, é onde os zé ninguéns conseguem alguém. A única chance para o cara mediano na balada conseguir alguma coisa, é no fim dela. Pois mesmo uma vilena numa balada se sente uma rainha, e despreza todo mundo, com um ego gigantesco. Elas fazem isso porque se acham dignas apenas dos alfas. Mas quando os alfas as dispensam e a rejeitam porque acharam outra mulher mais atraente, é um tiro bem no meio do ego dela, pois ela passou a festa inteira dispensando os medianos porque se achava digna apenas do alfa, e agora no final ela vai embora sozinha sem ninguém? Aqui é onde o emocional está fragilizado e onde o homem mediano terá mais chances de conseguir alguma coisa com uma menina mediana ou feia. As bonitas, esqueçam. Não tem nem como se você não for alfa.
Se a intenção é pegar mulher, se for ao puteiro gastará bem menos financeiramente, não terá desgaste emocional, e o risco de pegar DST é o mesmo da mulher baladeira. Se brincar, é até menor. Se não for rico, beberá bebidas falsas, terá prejuízo, e saíra com o emocional destruído de lá, achando que o problema do mundo não te aceitar e te enxergar é seu.
Já vi muitos clientes homens medianos, indo pagar sua conta cabisbaixo, sem graças, com dois ou três amigos tudo desanimado porque vão embora sozinhos dentro um carro. E outros fingindo que só foram na balada pra curtir, que embora não tenham pegado ninguém, se divertiram e etc. O que é mito.
E tem um monte de mulher que paga de santinha falando que vai só pra curtir e ver o Dj, ou porque gosta de tal banda e etc, mas vai só pra dar toco. Não gostam de transar, não gostam de beber, não gostam de nada, só de se sentirem poderosas. Até os alfas penam nas mãos dessas mulheres em baladas.
Em baladas, o único que ganha realmente é o dono da boate. Pois ele ganhou um lucro exorbitante nas bebidas que vendeu(porque TODAS as bebidas são compradas a preço de banana, se você paga R$ 250,00 numa garrafa de whisky, pode ter certeza que ela foi comprada por R$60,00 no máximo, e se for falso, R$ 20,00 ou 30,00). Para constatar isso do preço, é bem simples, vá um supermercado e olhe o preço da garrafa. Depois divida ele por 2. E compare com o preço que você pagou na boate. No bar que trabalhei, compravam latinhas de Antartica por R$ 1,45 no próprio supermercado, e revendiam a R$ 5,50. Quando compravamos direto da Ambev, havia longneck que pagamos 0,90c a unidade, e revendiamos a R$ 6,00 ou R$ 7,00. O dono sempre tem mulher no pé dele, e mulher top. Ele nunca fica "desamparado sexualmente". O status do cara de ser dono de uma boate, desbanca todos os alfas.
Na minha opinião boate é um prejuízo de todas as formas possíveis, exceto para o dono. Mesmo para os alfas e ricos, é um prejuízo tanto financeiro como emocional. Pois você continua pagando pra comer a menina e se desgatando emocional fingindo interesse, competindo com outros machos e etc., mas eles não ligam, né?
Parte 2 Baladas é tanto o puteiro para mulheres, como disseram, como também é armadilha para bobos. É bom mostrar os outros aspectos que prejudica o homem, não sendo só as mulheres, para que possam ficar alertas. Todos os panfletos, as propagandas, as pulseiras de camarote, os copos e bonés e outros brindes... Tudo isso é friamente pensado pelos organizadores da festa para vender uma ilusão enorme, de tal forma que faça o nerd jogador de minecraft sentir vontade de sair de casa e ir lá e gastar seu dinheiro achando que vai se dar bem, de fazer a mais alta piranha sonhar que vai encontrar o Eike Batista dela lá dentro. Observem bem na cidade de vocês como são as propagandas, se você esquecer seu bom senso um pouquinho, você vai cair no conto de que balada é o melhor lugar para ir e ser feliz.
Por trás dos autofalantes, dos graves, do neon, daquelas pessoas fingindo ser felizes, está um máquina pronta pra sugar seu dinheiro. A intenção é sempre pegar o dinheiro do homem. É por isso que eles também lotam de mulheres, quanto mais cheio de mulher um lugar estiver, mais homem disposto a perder tudo o que tem. Mulheres são as iscas, a massa de manobra, para juntar homens fracos emocionalmente e sugarem seu dinheiro. Em uma análise bronca, pode-se dizer que boate é uma das coisas mais anti-homem já criadas. Porque ela nunca prejudica as mulheres de fato, somente homens. Pois mesmo as mulheres sendo apenas iscas, elas ganham emocionalmente e ganham a chance de encontrar um bobo para ser provedor (e acreditem, tem muito playboy que assume uma bomba dessa).
E depois que o camarada entra lá dentro, ele vai ser vampirizado financeiramente o quando puder. A vampirização emocional é só a consequência de ser bobo. Eu mesmo comprava maços de Carlton por R$ 6,50, e vendia cada cigarro picado por R$ 2,00. Eu ganhava em torno de R$ 30,00 por maço, pois na boate não era permitido vender e fumar, mas o cigarro é um símbolo de status que todo mundo lá dentro quer, até quem não fuma quer fumar pra poder ser notado, e quem se aproveitar disso... Será que é errado? Não sei. Eu fazia. Sei que quando meus maços acabavam, os caras ficavam tão fissurados que saíam da boate, iam até os postos de combustíveis, compram cigarro e voltavam. Só pra poder senta na mesa fumando. E a mesma lógica vale também as drogas ilicitas (que eu não vendia, mas quem vendia ganhava uma puta grana).
O ambiente geralmente é tão baixo, que as pessoas que estão no camarote, com pulserinha e copo estilizados por exemplo, esnobam as pessoas que estão na pista. Mulher então? Elas faziam questão de mostrar que são apenas para os vips lá de cima. As mulheres quando sobem para os andares superiores, elas se sentem como verdadeiras deusas. E falo isso porque, eu trabalhei no bar de camarote, e minha função era apenas preparar coqueteis e servir bebidas, nada mais e também não abria nenhuma exceção pra favorzinho. E ouvia muitos sapos de mulheres dizendo que estudam medicina ou direito, que estavam acompanhadas de fulano de tal, que eu tinha que fazer o que eles mandavam... E eu nunca fazia. Só me restringia ao bar. Já tive que chamar segurança pra me defender porque os ricões, além de bobos, ainda queriam pagar de machões e iam lá tirar satisfação do porque não levei algo para a mesa deles etc, sendo que tinha garçom pra isso. Alias, os garçons... Pobres coitados! Eram o que mais sofriam. Raramente eu trabalhei com o mesmo garçom por mais de dois meses, eles não aguentam. Eles chegam na mesa e são ridicularizados, pelos homens que querem bancar os machoes e pelas mulheres que sentem poderosas. É realmente um trabalho de cão. A maioria dos garçons(e barmans) eram estudantes, caras feios, magros, precisavam de um dinheiro extra, e faziam esses bicos. E quando topavam de servir uma mesa cheio de caras ricos, mulheres bonitas e etc... Puts. Dava dó. Eram motivo de piadas. Você via nitidamente o emocional dos caras destruídos. Tinha que ter um emocional muito forte pra aguentar aquilo sem esmorecer. As mulheres sentiam um prazer enorme em ver outros caras pisando no pobre coitado que estava servindo elas, elas se sentiam, de verdade, deusas. Eu aposto que elas gozavam quando debochavam dos outros.
E, também, boate é um ambiente muito inseguro. Além das brigas constantes que sempre acontecem, quase dono nenhum gasta dinheiro investindo na segurança da infraestrutura, porque eles pensam que nunca vai acontecer nada na boate deles.
Parte3
Sobre DSTs, era prache eu ouvir comentários de fulanas e ciclanas que tinham herpes na xota. Com tempo você vai pegando amizade com alguns caras, seguranças, e as fofocas correm. Mulheres bonitas, que só frequentam camarote e só andam com os ricões e esnobavam todo mundo, tinham histórias muito cabulosas. Tinha menina que eles falavam pra não deixar ela nem fazer boquete porque senão o pau pegava carie. Meninas que todo matrixiano JAMAIS pensaria que fosse tão nojenta. E são essas meninas que vão se casar aos 30 anos com um bobo matrixiano que jamais vai saber do passado negro dela. Já vi alguns casais por aqui, um cara gente fina, que mal saia de casa, junto com uma menina que era verdadeiro carrapato de boate. E quando elas reconhecem a gente na rua, abaixam os olhos, ficam com medo da gente ser amigo do namorado dela e contar as coisas que viamos.
Mals o textão. Mas pra quem teve saco e quis ler, fica o relato. Se eu contar todas as histórias escabrosas que já vi e ouvi, do que a gente faz nas boates com as bebidas, enfim, é de doer os olhos. Mas tem gente que apanha e apanha e continua indo. Tenho amigos que diz que exagero muito, que eu sou revoltado e etc. Mas, as pessoas são como animais criados pro abate, são influenciados pela propaganda, sempre vão, se dão mal, passam mal, mas acordam no outro dia crente que o próximo final de semana será diferente. Enquanto isso vão só perdendo dinheiro e tempo.
Eu não recomendo o cara nem ir a um pub bem light. Embora não sejam um ambiente tão fútil e banal como é a boate, acontecem as mesmas coisas, mas apenas em menor escala e mais discretamente. Se a intenção é beber com os amigos, descontrair e relaxar, é melhor queimar uma carne em casa e comprar bebidas por conta, por exemplo. Pelo menos é minha opinião. Para conhecer mulheres: não faça isso, meu amigo. É tiro no pé.
Talvez alguém pense que essas coisas são exageros, mas é a minha conclusão da minha experiência pessoal enquanto fiz bicos de barman. E quando falo barman, esqueçam aquele esteriotipo de cara fortão, bonito que usa uma gravata borboleta no pescoço, na maioria dos casos é só gente normal fazendo bico. Esses "showmans" são outra parte da história que tem bastante privilégios por serem alfas. Eu não fazia parte dessa categoria. Pra eles as boates devem ser boas. Não era para mim porque eu sou um cara normal, e talvez por isso até pareça um butthurt. Mas é só um relato que espero que sirva de alerta. Hehe
Parte 4 Obrigado pelas boas vindas, pessoal!
Então... Sobre as histórias cabulosas, vou começar contando as profissionais. Claro que existe boates exceções assim como mulheres (será? ), mas... Enfim. Eu também não trabalhei em clubes de tão alto padrão assim, quando eu falo que era clubes pra quem tinha dinheiro, é porque as coisas eram muito caras. Mas, não é nada comparado a uma boate grande e famosa. hehe
Começando pelas bebidas, coisas que barmans geralmente são obrigados a fazer:
- A maioria das pessoas não bebem as cervejas completamente, pois elas esquentam rápido na mão, e sempre volta pro bar ou fica espalhado pelo lugar longnecks pela metade. No final da festa, alguns barmans despejam toda essa sobra de cerveja num balde, enfileira as longnecks e coloca funis nos gargalos, e sai enchendo elas tudo novamente. Depois colocam a tampinha e botam pra gelar. As cervejas, lógicamente, vão ficar chocas. Por isso só devem começar a servidas após 2h da manhã, por exemplo. Onde a maioria já se encontra bêbada e qualquer coisa que consumir está gostoso. Como os barmans, por cortesia, sempre abrem as longnecks para os clientes, eles nunca desconfiam das tampas frouxas. Não fiz muito isso, mas já trabalhei em um local e uma festa ao ar livre que fez. Não era prática diária comigo.
- Os sucos naturais, não são naturais. Muita gente pagava o preço por um coquetel feito com o suco da laranja exprimida na hora, mas tudo era somente suco de saquinho(tang ou o mais barato que tiver) batido no liquidificador. Ele fica consistente e espumoso como um suco da fruta. Restaurantes também fazem essa jogada. Um copo de suco "natural" de 200ml era R$ 4,50, por exemplo. O saquinho tang que fazia 1l no liquidificador era 1 e pouco.
- As tequilas sempre saíam em dose, e as garrafas sempre ficam com o barman. Reaproveitamos sempre a mesma garrafa, enchíamos ela um pouco menos da metade de whisky vagabundo ou falsificado, e completávamos com pinga vagabunda. Sacudiamos e vu a la! Tinhamos uma tequila ouro José Cuervo. Como a maioria das pessoas não conhece gosto de nada, pagam R$ 15,00 numa dose de 50ml que custou apenas, no máximo, R$ 5,00 pra fazer. E pior: muitos ainda elogiavam. xD
- Tinhamos um tónel, que se dizia vender cachaça artesanal. Cada dose de 50ml era R$ 6,00. Mas sabe o que tinha lá dentro? Pinga barata de R$ 3,00 o litro. Aquelas 51, 21, 31...
- Os whiskys que servíamos no bar, sempre eram tretas. Muitas vezes a gente fazia aquele lance de encher a garrafa de coca-cola com whisky barato e acoplar ela na boca de uma garrafa de Red Label e mandar o o whisky vagabundo pra lá. Essas geralmente são as que ficam penduradas no dosador de garrafa invertido. Numa festa com umas 3 ou 4 caixas de whisky, tinha no máximo 3 ou 4 garrafas realmente originais, guardadas para os magnatas.
- Quase sempre a gente recebia ordens pra marcar coisa a mais na comada do cliente, se ele parecesse que estivesse muito bêbado. Quando eles iam pagar, sempre ficavam muito putos com as meninas que trabalhavam no caixa, mas, então o gerente jogava aquela onda de que ele emprestou a comanda pra alguma mulher, que ele não lembra, se a coisa aperta muito já vinhas os seguranças intimidar, no final o cara sempre pagava. Não tinha jeito.
- As porções nunca jogavam fora. Já vi cozinheira tirando cinzas de cigarro de um resto de porção de batata e guardando as batatas pra usar com outra pessoa que comprava porção.
Tomem bastante cuidado, porque vocês nunca vão saber o que realmente estão consumindo. Isso não vale só pra boate, vale pra restaurante, lanchonete, casa da vó etc.
Também existia alguns esquemas de lavagem de dinheiro, eu não sabia muito sobre isso, só ouvia a respeito. Mas alguns eventos em fazendas particulares, reunia bastante magnata e alguns amigos afirmavam que rolava um esquema de lavar dinheiro tenebroso. E que muitas boates são usadas pra isso. Sobre isso não posso afirmar com certeza, isso foi só um boato que eu ouvia e acreditava, por tudo o que eu já presenciei lá.
Para atrair homens para festa, o promoter dava brindes, cortesias e até dinheiro pra algum grupo de meninas fazer volume na porta da boate. Já dava as instruções para elas irem super maquiadas, roupas curtas e ficarem bem visíveis. A panfletagem nas ruas e nas faculdades, era sempre feito por meninas bonitas e com roupas curtas. O próprio promoter que cuidava da casa, fazia uma propaganda ferrenha no Facebook. Pra cada 5 mulheres que ele marcava no post, ele marcava 1 homem, por exemplo. E pedia pras meninas confirmarem presença no evento divulgado no Facebook. Tudo isso pra dar a impressão que naquela festa tem mais mulher do que homem.
Parte 5 Então, o homem escravogina, solitário e carente, via aquele harém pela baguetala de R$ 30,00 o ingresso... Era casa cheia na certa. Uma vez lá dentro, o cara até parcela a consumação no cartão de crédito. A maior dificuldade é sempre fazer o homem entrar na boate, porque depois que está lá dentro, já era.
Um pouco do lado obscuro:
As mulheres nunca me cantaram no balcão com um real interesse em mim. Geralmente, aparecia uma mediana que estava de favor na festa, jogar um charme pra tentar descolar um drink de graça. Como eu não dava, saíam nervosas e davam chiliques. Mas alguns colegas davam, e só ganhavam um sorrisinho de volta e a menina nem voltava mais no bar, senão pra tentar pegar outro drink na faixa. Mas para meus colegas, aquele sorrisinho era sinônimo de um casamento. kkkkk
Elas sempre pediam para o acompanhante delas levantar e buscar bebida no bar, jamais ela ia sozinha ou ia junto com ele. E nesses momentos, esses prazos de 5 e 10 min, é onde ela flertava com muitos outros homens. O cara saia da mesa para buscar mais bebida para ela, e ela levava aquelas bulinadas do cafa de leve, pra elas era como se estivessem numa sauna greco-romana.
Banheiro de deficiente físico sempre foi usado como quarto de sexo. Isso era unânime em todas casas que trabalhei e eventos que fiz, era só jogar um "café" na mão do segurança, que o próprio segurança vigiava a porta pra não deixar ninguém interromper a trepada. Aqui era onde muito cara com físico bom e pouca grana, algumas vezes ganhava a noite. Ele não precisava de carro, nem de levar no motel, nem nada, torava a menina na lá no banheiro e só dava uma gorjeta pro segurança. Havia vezes que garotas de programas trabalhavam discretamente nos eventos, em parceria com os seguranças. Elas davam uma grana pra eles, e ela fazia o trabalho. A mesma menina, que nem parecia puta, ás vezes transava com 3 ou 4 cara na mesma noite, sem ninguém nem desconfiar que rolava uma fita dessa lá dentro. Mas como nada fica discreto pra sempre, começou querer haver CONCORRÊNCIA, outras meninas também queriam, e aí começou virar bagunça até que o dono deu um jeito de cortar ameaçando os seguranças de demissão.
Muita gente FINGIA ficar bêbada pra ter desculpas para fazer merda. Isso eu via muito, e a maioria sempre era mulheres. Elas subiam na mesa, faziam danças sensuais, ligavam para ex, pegava no pinto do caras, traiam os namorados, enfim, fingindo completamente que estavam bêbadas. Eu sabia que era fingimento, porque eu tinha um certo controle de quem bebia no bar, dava pra saber o quanto a pessoa consumiu e tinha menina que tomava duas cervejas e começava a fazer merdas, só pra ter um monte de cara endeusando elas e poder fazer uma putaria "sem culpa". E quem fica bêbado com duas cervejas? Mas tinha muito idiota que caía.
Certa vez, trabalhei em um evento que veio uma Dj que era da Espanha, senão me engano. Não lembro o nome, mas era uma menina baixinha com trejeitos de sapatão, cabelos raspados do lado e tranças onde tinha cabelo. Quem é mais ligado em música eletrônica deve saber o nome, eu não lembro. (Ela é aquele tipo de dj desconhecido no país onde mora, mas quando vem pro Brasil, faz sucesso, porque brasileiro é lambe-saco de gringo.) Eu sei que foi um evento que todo mundo quis ir, mas o lugar estava lotado, ingressos caros e etc. Havia uma menina que estava lá dentro, mas queria passar mais cinco amigas pra dentro da festa na faixa. O segurança não deixava. Até que uma delas ofereceu um boquete pra ele. Não foi nem o cara que pediu. A própria menina ofereceu. Obviamente, ele não recusou. Deram um jeito de ir pro estacionamento da fazenda e mandou ver. Entrou as cincos. Depois vi essa mesma menina beijando um playboy na mesma festa, o que me embrulhou o estômago. E com o tempo, ela foi ganhando fama de boqueteira entre os seguranças, então toda festa grande, os caras quase saiam no tapa pra decidir quem ia ficar na portaria, porque já sabiam que ela ia aparecer por ali. Afinal, ela não tinha grana e não tinha jeito de entrar, mas queria estar no meio dos playboys. E ela virou figurinha marcada mas depois sumiu. Um belo dia, num pubzinho, eu tava na porta conversando com os seguranças, ela me desce do carro de mãos dadas com um playboy. O segurança cumprimentou ela, e ela fingiu que não conhecia(sendo que ela tinha um passado negro com ele). Cumprimentou apenas o dono do pub e falou que agora estava noiva do fulano de tal. O cara tinha grana, a julgar pelo carro que ele tinha na época. E depois nunca mais víamos ela nas festa, e quando ia, ia acompanhada dele.
Que fique claro que não estou querendo criar ódio por boates, é só um relato do que vivenciei. O cara que quiser ir, não se prenda no que eu falo não, só fique atento. Hehe
Parte 6 Fico feliz em saber que tem alguma utilidade minhas observações. É impressionante o que você enxerga por trás das coisas somente observando. Nem precisa ser clarividente. hehe
Com o decorrer do tempo vou dando um up aqui com as histórias banais.
Mas acho que o mais importante que eu queria ter compartilhado com vocês a respeito das boates, era a questão de como fraudávamos bebidas. Porque isso é algo que prejudica a saúde dos consumidores a longo prazo, e além de pagar caro por algo que você nem sabe o que é. É algo que me arrependo de ter feito, embora fosse meu trabalho, então eu sempre tento alertar as pessoas que vão em boates para ficar espertas nesse sentido.
As histórias das perícias femininas são coisas bem baixas, praticamente histórias de filmes pornôs. Mas nada diferente do que acontece fora da boate, também.
Eu achava mais interessante o comportamento masculino do que o feminino, e aprendi muito observando caras que estavam caídos, usando a tal lógica reversa. Por exemplo, nas festas acontecem muitas frustrações, e na minha condição de barman, muitas vezes acabávamos fazendo um papel de ouvinte e psicólogo. Muitos homens bebem para amenizar as dores, e quando encontram alguém para ouvir os problemas deles, os caras desabam. Geralmente, esse alguém é o barman, o garçom... Ninguém do outro lado do balcão, nem os próprios amigos do cara, o acolhem nesse momento. E aqui vivenciei muitas situações constrangedoras, de caras enormes de tamanho, chorando feitos beberrões na minha frente. Era engraçado, porque eu sou um cara pequeno e mais duro emocionalmente do que eles(que em teoria, pareciam ser os caras mais frios do mundo) . hehe
Eu não podia fazer muita coisa a não ser ouvir e guardar aquelas histórias como experiências. Eu praticamente nunca consegui ajudar nenhum cliente. Todos eles queriam ouvir que a esposa era exceção, que mesmo traídos deveriam dar segunda chance, que ele era o errado da história, etc. Nenhum aceitava qualquer ponto de vista diferente em que a sua companheira fosse uma pessoa ruim. E ás vezes, discutiam comigo defendendo a esposa após eu aplicar pequenas injeções de real. Mas com tempo percebi que era inútil tentar salvar alguém, porque existe homens que se acomodaram a viver numa lama emocional que tem até medo de sair dali. Eu no máximo consegui algumas amizades, que me ajudaram depois a arranjar outro emprego melhor, mas, os caras infelizmente vivem a mesma vida que levavam, com migalhas emocionais, dores profundas e um depressão que eles tentam abafar com bebida, gerando lucro pra alguém que se aproveita da fraqueza emocional desses mesmo caras.
Acho que se o cara assimilou bem a real, é esperto, tem uma grana pra gastar que não vai fazer falta, tem problema nenhuma ir em boate. O único problema que vi mesmo é o cara pobre que se endivida achando que vai ter sexo fácil ou o ingenuo que vai achando que vai encontrara mulher da vida dele lá.
submitted by galoccego to brasilivre [link] [comments]


2020.07.09 14:43 zer0cu A casada da internet. Versão talarico com culpa

A gente estava em um chat de internet e jah tinha bastante ksal ali flertando no aberto. Ateh q apareceu uma menina e começamos a conversar ali no meio de tds sobre os tedios da vida
O assunto geral passou p/ posições sexuais mas td dentro de textos padrões p/ evitar kicks na sala do chat. E essa pessoa falou q achava q na posição cachorrinho era melhor
Eu fui na DM e sem pretensão disse q tb achava. Falei q parece q o pau foi feito p/ encaixar dessa forma e com o adicional do saco ficar batendo no grelinho. Ela escreveu um paaaaaaaaaaaaara. Eu pedi desculpas pq soh falei a teoria ali pq no grupo era proibido. Ela respondeu q n era por isso
Ela contou q passava o dia td na academia soh p/ se cansar pq o marido a noite dava uma bombada papai e mamãe e dormia entaum como estava cansada dormia tbm. Qnd n fazia academia ficava a noite td com vontade de transar e jah fazia tempo q n era pega de 4
Conversamos mais umas gracinhas e disse q ia dormir pq n podia resolver o problema dela pela distância grande q estávamos mas q seria muito bem comida se ela quiser ir numa convenção q eu ia em SP. Depois disso a gente n se falou mais. Ficou apenas recados normais de um para o outro sempre offline
Qnd chegou a semana da convenção enviei 1 msg soh com o nome do hotel no centro de SP e perguntei se ia encarar. N tive resposta. Cheguei na sexta e me instalei no hotel. No sábado pela manhã recebi uma ligação no quarto e era ela. Queria saber se eu era de verdade. Respondi q sim e q tava naquele momento punhetando a imaginação do nosso fim de semana. Pediu p/ eu gozar imaginando ela de quatro. Atendi o pedido e desligamos. Meio dia retornei para o hotel e tinha um recado que o voo do RJ saia 1 da tarde. N voltei para a convenção
Umas 3 Horas da tarde a recepção me ligou q minha 'supervisora' havia chegado. Desci para atender. Meu Deus q mulher estonteante. Fiquei pasmo c/ sua beleza e gostosura. Ela falou q fazia academia mas eu achava q era hobby e n p/ ser paniquete. No corredor do elevador a gente já começou a se beijar e encaixar. Dentro do elevador eu peguei ela por trás, enfiei uma mão na xoxota e a outra apertava o peito enquanto mordia seu pescoço e esmagava ela na parede
Entramos no quarto nos beijando e eu já fui direcionando p/ a cama. Deitei ela de bruços com os joelhinhos p/ fora da cama, tirei sua calça, meti e gozei mt rápido nas suas costas. Quase uma ejaculação precoce mesmo c/ a punheta
Fomos p/ o banho e comecei a comer ela em pé e decidimos por camisinha. Saímos do banho, colocamos camisinha e eu deitei ela p/ chupar aquela buceta. E ateh a buceta era linda, lisa, lábios bem pequeninos escondidos dentro daquela racha, grelinho saliente pedindo minha língua. Comi ela no papai e mamãe. No bate estaca forte a camisinha rasgou e ela mandou tirar. Gozei dentro e gozamos juntos
Ela queria tomar outro banho. Eu falei q ela n veio p/ fazer papai e mamãe e tomar banho. Isso ela faria em casa. Ela achou q gozar juntos jah era uma diferença. Comecei a comer ela em pé, peguei ela no colo e comi assim. Sentei na cama para gozar sem cair
Ela deitou de novo e limpou a xoxota com o lençol eu jah fui metendo de ladinho. Estava apertadinha e seca. Rimos disso e ela falou q perdeu a virgindade c/ marido e estava perdendo de novo. Gozamos juntos de ladinho
Fomos tomar banho e dessa vez ela n escapou, comi ela curvada no banheiro segurando pelo cabelo. N gozamos juntos pq ela gozou bem antes
Fomos p/ a cama e gozei com ela de frango assado bem lá no fundo do seu útero. Coloquei ela de 4 para comer aquele cu rosado mas ela achou melhor q n pq n era acostumada. Não insisti e comi ela de 4. Ela avisou q podia gozar na portinha do cu. Tive q fazer um esforço enorme p/ n enfiar o pau todo lá dentro. Gozei com punheta na porta do cu
Ela precisava ir. O avião saia 9 da noite e tinha chekin 2 horas antes. Ela ia criar a história do pq veio a SP fazer compras e n comprou nd. Fiquei me lamentando q n ganhei nem uma chupada e se tivesse mais tempo comeria aquele cu. Ela disse q na próxima
Ela foi embora. Um mês depois ela veio p/ minha cidade pq descobriu onde eu trabalhava e morava. N me senti bem com essa investigada na minha vida e n fui me encontrar c/ ela. Cortamos relações mesmo c/ ela chorando muito no telefone
submitted by zer0cu to sexualidade [link] [comments]


2020.07.08 22:14 jogafora221 Vencendo o pau torto

Opa, 20 anos aqui.
A quarentena me fez bem paranóico em relação ao meu corpo, e recentemente eu não consigo mais passar um dia sem pensar se a porra desse pau torto vai funcionar na hora H. Ele é torto 30° pra baixo, e segundo especialistas é a partir desse ângulo q o sexo começa a ficar difícil de se fazer. Eu sempre soube dessa merda, mas nunca liguei tanto quanto agora, e tá me deixando depressivo pra krl. Eu venho fazendo uns exercícios q prometem corrigir a curvatura, mas tô bem desacreditado já que os médicos não aprovam e até não indicam realizar esses exercícios. Caso vc queira ter uma noção de como é, imagine um ângulo de 210°, mas a curva começa um pouco mais perto da base do pênis. Fui em um urologista recentemente e ele olhou minha curva e disse pra não me apressar tanto em querer fazer uma cirurgia, pediu q eu tivesse certeza, já que a curva não era tão grave e a cirurgia acarreta algumas possíveis consequências, até disfunção erétil (obs: diminuição considerável do tamanho é inevitável, entre 1 e 3 cm)
Eu já coloquei na minha cabeça q eu tenho q testar ele, pra eu tirar essa paranóia da mente e ver se vou ou não precisar de uma cirurgia. Uns sites até falam que um penis torto pode ter suas vantagens, pq toca mais no ponto G blá blá , mas olhando pro meu, eu não consigo imaginar ele funcionando muito bem.
Apesar da quarentena, eu tô tendo algumas oportunidades na minha vida de conhecer garotas novas, e o medo de arruinar a primeira transa por causa desse pau torto tá me consumindo. Eu não espero q a primeira transa com alguma mina q eu conheça seja sensacional, já que n sou experiente (aliás, as vezes que transei eu tava bem bêbado e eu lembro de ter feito só uma posição, mas n lembro se foi bom ou ruim. Pois é, nunca transei sóbrio), mas se o problema for só o pau torto, aí eu vou cair em uma depressão fudida, sabendo q eu podia ter resolvido isso antes e não precisaria ter me deparado com uma situação de ter perdido uma mina, até pq a cirurgia q eu terei q fazer, caso isso ocorra, tem um pós operatório de 3 meses até o paciente poder ter relações sexuais novamente. E o pior de tudo: essas cirurgias são feitas por plicações/suturas no corpo peniano, pra deixar ele reto, e pelo o que eu vi, elas podem acabar cedendo com o tempo, e a curvatura pode voltar. Sim, fudido, mas apesar disso, eu tenho em mente q essa é minha condição, e algumas pessoas já passaram por isso e com crtz superaram esse momento ruim, tenho fé que posso ser uma delas, caso eu realmente precise fazer essa cirurgia.
Eu tô com um plano na cabeça, pq eu realmente não quero correr o risco de perder oportunidades com mulheres por conta desse pau torto (uma mínuscula parte de mim ainda acredita q essa curva vai atingir o tal ponto G e ser prazeroso pra mina, mas sla).
Meu plano é sair com uma mina de programa pra testar essa porr. Eu tenho um medo imenso de pegar doenças nesses rolês, tanto que eu nem me imagino beijando uma mina de programa. Mas pagando ela, duvido que ela vai reclamar, mas com crtz acharia bem estranho. Só queria ter a oportunidade de testar essa porr penetrando, com 2 camisinhas se precisar. Eu com crtz arrumaria a mais cara do rolê (até uns 150 reais kkk), só pra ter um pouco mais de chances dela n ter nenhuma dst nem nada estranho. Eu literalmente explicaria pra ela o rolê, testaria todas as posições possíveis, perguntaria pra ela se a curva atrapalhou ou não, e ponto.
O que vocês acham?
submitted by jogafora221 to desabafos [link] [comments]


2020.07.01 12:11 Gaara_Sousa Aprarentemente sou bi e to muito feliz com isso :)

Não sei se é normal estar feliz por descobrir sua verdadeira sexualidade, mas eu estou e como eu to feliz com isso kkkkkkkkkk
Como eu descobri:
Eu tava conversando com um gay (não sei se é legal identificar ele assim, se não for, me perdoe) depois de 2 dias de conversa, eu me imaginei beijando ele, eu gostei da possibilidade de beijar ele. Reparei também que conversando com ele, era a mesma coisa que falar com uma menina da minha idade que eu gostaria de ter algo.
Depois disso, me perguntei se eu era gay, mas eu tinha certeza que gostava de mulher, até que lembrei que tem os bissexuais, falei para mim mesmo: "ok, talvez eu seja bi kskskksksks"
Eu fiquei muito feliz, hoje em dia eu não me importo tanto para a opinião dos outros, tanto que contei sem medo para uns amigos, tava só com medo de eles acharem que eu daria em cima deles ou nossa relação mudar por causa disso ( nós sempre brincamos com tudo, então eu queria que eles brincasem com isso )
Mas deu tudo certo, foi engraçado ver a reação deles, fiz chamada de vídeo só para ver a cara deles ao ouvir isso kkkk ( eles disseram que para me zuar, vão ter que me chamar de hetero kkkkkk )
Enfim, não sei com 100% de certeza que eu sou bi, mas se for to muito feliz, que se foda o preconceito, viva o amor kskskskks
( escrevendo isso, lembrei de algumas vezes que me senti atraído por homens 😳👉👈 ) kskskslslkskskskskks
Enfim, espero que com essa boa notícia eu tenha alegrado um pouco seu dia :)
submitted by Gaara_Sousa to desabafos [link] [comments]


2020.06.17 22:01 sugaeuteamo O dia que quase deu polícia na casa da minha vó

Olá Matheus, Luiz, tuxo, turma, donas da casa (gatas) e interlocutor Luba que está a ver, convidado que não tem.
Eu sempre pensei em escrever essa história, e sempre me deu preguiça, mas como não tenho nada para fazer resolvi escrever ela, perdão se tiver algum erro e que eu estou acostumada em escreve só uma inglês. Tudo aconteceu na copa e 2014 onde minha tia surrou o marido e a cunhada dela. Mas antes que eu conte o fato em si, devo contar o motivo desse apocalipse na casa da minha vó. Minha tia tinha três anos de casada com esse cara que era dez anos mais novo que ela e isso estava tudo bem porém o que não estava bem era o fato dele ser um tremendo FDP porque ele traía minha tia com várias mulheres, acho que minha tia tinha tanto chifre quanto o Jean, o pior e que todo mundo sabia menos, é claro, a minha tia. Nessa época eu fui à um barzinho com uma galera da faculdade para beber em comemoração aos meus dezoito anos (Sério, fazer dezoito anos não é nada especial) a noite não podia ser melhor até que em uma determinada hora eu falei que ia ao banheiro e no caminho qual não foi minha surpresa ao encontra o marido da minha tia sentado na parte aberta do bar, bom eu como uma menina que ainda tinha esperança pensei. “Pode ser que ele esteja com minha tia.” Ledo engano, ele tanto não estava com ela como a pessoa que estava com ele era quem eu menos esperava, a mulher do meu tio (cunhada da minha tia traída) que tinha nada mais nada menos que dezessete Fuck anos de casada com meu tio, ele estava sozinho na mesa e ela chegou já beijando ele, pareciam bem íntimos o que me fez pensar que eles já tinha um tempo fazendo isso. Fiquei tão surpresa que passou até a vontade de mijar, voltei para mesa e dei uma desculpa qualquer para sair dali antes que eles me vissem. Naquele dia pensei o que devia fazer, ficar calada? Contar tudo? Poxa o casamento do meu tio com a mulher que eu chamava de tia era um exemplo para mim e o pior, ela era missionária, que moral ela tinha para dá sermão nos outros. Isso aconteceu em fevereiro que é o mês do meu niver, e agora já era dia doze de junho primeiro jogo do Brasil, eu sei a data tão precisamente por que minha vó faria aniversário dia treze de junho e os seus filhos decidiram fazer um almoço em família e convenientemente assistir o jogo na casa dela. Todos começaram a chegar e como eu moro há quatro casas da minha vó não estava com pressa, principalmente por saber que aqueles adúlteros estariam lá. Já era onze horas da manhã e eu tinha que ir, minha vó me bateria se eu não fosse, ao chegar lá vejo o meu tio conversando e rindo com o traíra e minha tia em uma roda de conversa respirando o mesmo ar que a crente do c* quente. Aquilo me deu uma raiva. Todo mundo já tinha almoçado e alguns tios, tias e primos estavam bebendo na parte de fora da casa, estava quase na hora do jogo e tudo parecia tranquilo todos estavam rindo, até que minha tia que já estava um pouco alta ,pelo álcool, levanta e vai para dentro da casa. Não demorou nem dez minutos e todos escutam estrondo de coisas caindo no chão e gritos, o que fez todos entrarem para dentro da casa. Lá encontramos a seginte cena, minha tia segurando com as duas mãos nos cabelos da cunhada dela e o traíra segurando minha tia pedindo calma. Não dava para escutar o que eles falavam era muita gritaria e palavrões, minha tia e professora de judô então ela se atracou com a mulher e depois pegou os dois de uma forma surreal ela parecia um polvo, seria engraçado se não tivesse sido tão desesperador na hora. Só sei que a briga durou uns trinta minutos. Sério uma professora de judô traída com álcool no sangue é assustadora, foi preciso quatro homens para segurar ela, parecia despacho de macumba quando o espírito desse. Minha vó começou a mandar todo mundo embora, por que avizinhas que assistem BBB estavam bisoiando pela janela e elas eram problemática, já chamaram a polícia para meu pai... Mas isso é outra história. Depois do show todos foram embora, ficou apenas a minha tia traída, meus pais, minha vó e eu, aí sim, ela desabou no choro e contou o que aconteceu, ela viu os adúlteros se acariciando e marcando de se encontrarei, tinha mais coisa mas parecia que minha tia não queria lembrar. Bom o que aconteceu depois dessa briga foi que minha tia se separou, vendeu a casa dela e foi para o Uruguai morar perto do filho dela e lá ela se casou ano passado com um pai de um aluno dela, meu tio perdoou a mulher dele mas uns meses depois descobriu que ela estava gravida e meu tio fez vasectomia, então ele se separou dela um ano depois do acontecido. Minha tia não falou com meu tio durante dois anos por ele ter perdoado a mulher dele. É essa é a história de um dos barracos que teve na minha família, tenho alguns outro que deu até polícia, e putros que o cara pulou o muro da minha casa pelado... (minha família e a vizinhança é barraqueira) mas deixa para uma próxima turma-feira, assim sobra conteúdo para os próximos vídeos. Beijos 
submitted by sugaeuteamo to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.09 21:38 Lyllynemteconto As meninas não tão santas?!

Hi lorena, luba, editores, papefuntos e turma q está a ver. Hj vim contar a história q “sujou” minha ficha na escola q eu estudava. Estava eu, no 4ano na minha escola com minha ex-melhor amiga (vamos chamá-la de Sol). Então na minha antiga escola estudávamos a tarde,entravamos 13h e saíamos 17h mas podia ficar la ate as 18h esperando os pais só q como a gente estava no horário de verão as 17h já estava escuro (guardem isso) Ent dps da aula, era pra gente descer pro portão aonde todos os alunos ficavam, porém no meio das escadas (haviam dois lances de escadas) tinha um espaço “grande” e ficávamos lá, pq no portão era meio sufocante. Tá teve um belo dia que eu e Sol falamos com as coleguinhas pra que quando a aula acabasse ficássemos lá brincando, beleza a aula acabo e fomos pra lá, foi escurecendo e as coleguinhas foram embora e ficamos só eu e a Sol brincando de “cócegas” (ela tinha começado e eu tinha mts cócegas naquela época) ent a brincadeira foi ficando mais “intensa” e eu meio q encurralei a Sol num canto da parede e comecei a fazer cócegas nela, acontece q a mulher coordenadora (que ficava lá as vezes pra fechar a escola) viu a gente e como tava escuro ela pensou que estivéssemos nos BEIJANDO (eu e sol tínhamos uns 10 anos ent n pensávamos nisso) e ent a coordenadora q vamos chamar de dazia disse: -EVELLYN E CARLS SOL OQ VCS TÃO FAZENDO AÍ EM??? EU CONHEÇO SEUS PAIS MIMIMIPOPOPO!!! E nós ficamos tipo droga ela realmente sabia qm nos éramos (até pq todos os professores falavam da gente pq éramos as melhores alunas sério, e somos reconhecidas por isso até hj) mais ficamos tipo deboas pq a gente achou q ela tava pistola pq a gente tava ali sendo q n podia ficar ali belezaa. Ai no outro dia, no meio da aula a nossa professora disse: -Evellyn e Carls Sol venham aq por favor. Nisso eu fiquei q não passava nem WiFi (NUNCA havia sido nem chamada a atenção na aula qm dirá cordeação) ent eu e Sol nos olhamos e depois toda a sala tbm pq quando a prof falou aquilo tava um silêncio danado. Ai chegamo lá e ela levantou pra nos “tampar” pros outros alunos não ouvirem/verem a conversa aí ela disse: -Meninas ontem a Dazia me disse que viu vcs duas, as minhas melhores alunas, se beijando no escuro. Isso é vdd? Nessa hora eu gelei e como sempre sou a porta voz do grupo a Sol n falou nada e eu ent disse -NÃO professora, nós estavamos brincando pq a Sol começou a fazer cócegas em mim Ent eu e Sol demos uns risos nervosos e ela só concordou comigo e a prof falou -Tudo bem ent meninas podem se sentar. Sol e eu voltamos como se nada tivesse acontecido mais todo mundo ficou olhando a gente. É isso bjs pra qm quiser ☻︎ xoxo
submitted by Lyllynemteconto to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.08 02:12 vishlohannysemk O framengo

Oi lubistico, papelões mortos, tia Carminha e turma q está a ver(e a minha primeira vez aqui, e pfv vcs precisam ver essa história, e maior barraco)
 *Oq o framengo não faz* 
Eu um belo dia, na vdd num dia maravilhoso, o melhordia da minha vida. Em 23 de nov de 2019 o Flamengo ganhou a libertadores (um campeonato muito importante), e eu flamenguista claro fui comemorar, sai na rua, comemorando, tava chovendo, foi uma loucura. Mas, o grupo se separou, e eu e uma amg minha fomos pra minha cs. Passou um tempo e a gente foi na rua atrásdo grupo da marrara(com posto por eu Raphaela,Anny e Mayara mas, a Samantha q e essa minha amg, tbm tava com a gente, ela e AMG de todo mundo mas, não faz parte do grupo) enfim quando a gente chegou na CS da Mayra, tinha uma mulher na portado prédio, e ela me perguntou se eu conhecia quem morava ali, eu falei q não e entrei. aí depois eu descobri q a mulher tava ameaçandoo grupo mas até aí de boa. Aí o grupo foi lá pro meu prédio (contesto: eu tenho uma vizinhaq não gosta da minha família, e na vdd ngm gosta dessa vizinha. E ela e tia da Mayara e a mãe da Mayara e a Mayara tbm não gosta dela.), Aí quando a gente chega no meu anda (3° andar) a vizinha começara fala, q a gente tava se beijando só pq as minhas amgs são bi mas, não tinha ngm se beijando. A minha mãe não tava em cs, e ela tava querendo arrumar um k.o com nois. Aí a gente não e frocha nem nada, começamosa discutir com ela. Aí ela começou a falar, q tava ligando pra mãe da marrara mas, a gente sabia q era mentira.como o k.o tava forte a mãe da Raphaela escuto, e foi fala com a gente ela falou pra gente esquecer issoe DX ela fala sozinha mas, e óbvio q a gente não escutou ne. ta bom passou um tempo e a veia desceu e foi chamar o tio da Mayra, aí a Mayara começoa chora e tals, aí a veia apareceu gritando com a gente a mãe da Raphaela foi pra janela ver oq tava acontecendo.a veia Loka começoua bater na janela da mlhr do primeiro andar. aí a mãe da Raphaela, descuido com a Ângela(a veia),e a Mayara surto pq elas tavam quase se batendo na porrada. Aí eu segurei a Mayara e a Mayara começo a grita "me solta lohanny, ela vai bater na minha tia tmlc não,ela e minha tia". Aí eu e a Samantha ja não tava entendendo nada, só sei q todo mundo começou a subir (enquanto isso tinha uma grt a Rayssaq tava com a gente.e ela ficou lá fora só olhando a gente brigar). Aí todo mundo tava no 2° andar, andar da rapha. Aí eu não lembro oq a Ângela falou, só lembro q a mãe da rapha começoua bater nela, aí a Raphaela começo a bater na Ângela, aí a velha cai no chão e agarrou a pernada Raphaela, e eu fui ajudar, aí o tal do tio da marrara, me pegou pelo pescoço, aí a marrara tirou ele, aí do nada apareceu uma vizinha querendo se meter, aí do nada, todo mundo parou.E quando eu olho pra lado, tá a marrara 22 na porta da Raphaela, com a Raphaela segurando ela, e a marrara dando só socão na Ângelae, a Ângela puxando o cabelo da Mayara. aí a Raphaela conseguiu puxara Marrara pra dentro, e a veia subiu pra cs.(e enquanto isso a Rayssa continuo lá fora só olhando nem pra ajudar)
Então e isso lubistico foi uma doideira, uma putaria franciscana mas, muito obg bjs menor que 31. E sim luba eu tenho FT e vídeo de tudo (e depois pra comemorar rolo freestyle gay)(luva não tô conseguindo postar os vídeos e os print aqui então eu vou postar no meu perfil)
submitted by vishlohannysemk to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.06 04:37 evelyndamendes O NICE GADO. Uma história trágica sobre um gado que na verdade era nice guy

PRimeIrA vEz AqUI MIMIMI Oii lubisco, turma, editores e possível convidado. ❤️ Essa história é trágica e cômica ao mesmo tempo. É longa mas vale a pena (eu prometo). Sou baiana então pode fazer o sotaque se quiser. Tudo começou em dezembro de 2018 quando eu cheguei em Buenos Aires e fui numa igreja. La tinha um menino que vou chamar de Carls que desde o primeiro dia que eu cheguei começou a dar em cima de mim. Ele ficava perguntando aos nossos colegas como dizer elogios em português e o tempo todo ficava falando coisas para mim. Um tempo se passou e eu comecei a servir no mesmo grupo de voluntariado da igreja com ele e como tínhamos um grupo no wpp ele conseguiu meu numero. Foi aí que a bizarrice começou. Ele passava 24h mandando mensagem e a conversa no começo era até ok. OBS: as conversas estão parafraseadas pq ele não fala português Tinham momentos que eram muito cringe (já chego lá), mas no geral nos dávamos bem. Eu tava fazendo um curso de espanhol e ele fazia questão de ir até o curso depois da aula pra poder me ver e confesso que no começo eu achava fofo. Só que ele começou a se esforçar um pouco de mais e sempre que estávamos junto eu não podia abrir a boca sem ele falar o quanto eu era linda e como minha voz era música para os ouvidos dele (sim, exatamente). Ele parava as pessoas na rua só pra falar “olha pra ela, ela não é linda?” (é sério). Eu já tava ficando um pouco incomodada. Ele começou a me mandar vídeos dele treinando e com legendas como “colocando o corpo em forma pra você”, vídeo beijando O FUCKING VIOLÃO DELE e dizendo “é exatamente assim que eu vou beijar seus doces lábios” tipo ???!!. Ele começou a me seguir pra todo lado na igreja e eu não podia falar com ninguém sem que ele estivesse ao lado, eu já tava bem assustada nesse ponto. Eu já tava cortando contato com ele, mas tentando manter a simpatia e educação, até porque naquela época eu ainda era bem besta e tinha vergonha de falar as coisas na lata e tbm nós servíamos juntos na igreja e eu não queria climão. A gota d’água foi quando eu comecei a fazer amizade com um garoto colombiano da igreja tbm e ele (Carls) ficava 24/7 soltando indireta. O meu curso de espanhol era ao lado do trabalho (starbucks) do colombiano então eu passava lá as vezes pra cumprimentar e quando eu chegava em casa tinha mensagem do Carls falando “você tem passado muito tempo no Starbucks últimamente né?” ou “Ah como foi sua visita ao seu amiguinho?”. Como ele sabia nem eu sei! Eu já tava muito assustada e tentando a todo custo evitar o Carls e não dar papo. Olhando hoje pra trás eu vejo que eu deveria só ter sido curta e grossa, mas fui mt trouxa. O colombiano e eu ficamos bem amigos e ele resolveu me convidar pra célula dele e eu fui. A partir de agora começa a loucura. Chegando em casa tinha uma mensagem do Carls falando “você tem alguma coisa pra me contar?” e eu não entendi nada. Carls: vc acha que eu não vejo seu instagram? Eu tinha postado uns stories na célula. Carls: “eu sempre soube que o colombiano tava dando em cima de vc, mas eu imaginei que você seria mais esperta.” Eu fiquei super confusa e falei que não sabia do que ele tava falando e que eu só tinha ido na célula com ele. Carls: “Não sei porque eu fui perder meu tempo com vc, claramente seu coração já é dele. Você deveria ter me avisado antes assim eu não ficaria como um idiota correndo atrás de alguém que claramente quer outro.” Eu comecei a ficar bem puta nesse momento e falei pra ele largar de ser louco. O colombiano era apenas meu amigo e mesmo se fosse algo mais eu nunca dei esperança ao Carls e disse a ele que se essa era a intenção dele comigo que ele podia parar de “perder o tempo dele”. Ele fez o maior drama, falou que eu era fria, sem coração, disse que eu era muito burra por não perceber o “plano do colombiano” pediu pra eu esquecer que ele existia e apagar o número dele. Aí eu falei “tá bom” e ele disse “Eu não esperava nada diferente de vc msm, vá ser feliz com o colombiano”. Você pode achar que acabou, mas literalmente assim que ele terminou de me mandar isso ele foi NO GRUPO DA IGREJA com todos nossos líderes e colegas e começou falar. Ele dizia assim: “Família, eu preciso que vocês orem por mim. Faz dias que eu não consigo comer, nem dormir, nem parar de pensar nessa tragédia que me aconteceu. Meu coração está quebrado em milhões de pedaços, passei pela maior decepção da minha vida. As pessoas podem ser muito más. Me ajudem, família, preciso de vocês nesse momento”. Eu fiquei EM CHOQUE! Não podia acreditar que esse cara era realmente tão louco e tinha uma imagem tão distorcida da realidade. Eu tava muito puta de verdade e as pessoas, como esperado, ficaram super preocupadas perguntando o que tinha acontecido. Eu tava a ponto de esculhambar ele todo quando ele apagou a mensagem no grupo e me mandou mensagem no privado. Carls: Me desculpe. Eu sei que estou errado, mas é que te amo tanto que só o fato de pensar que você poderia estar com outro me fez ficar louco. Mas eu amo você e eu sei que Deus colocou você na minha vida, quero que você seja minha mulher, eu to sofrendo tanto sem você, preciso de vc.... (ele falou mais mil coisas como elogios e mais merda e eu vou simplesmente resumir por aqui.) Eu falei que ele era louco e eu realmente não entendia porque ele estava agindo como se isso tivesse acontecido há dias sendo que fazia tipo 1 hora. Falei que foi ridículo o que ele fez no grupo e que eu não queria ter nada a ver com ele ou a vida dele. Vocês acreditam que o MISERÁVEL me mandou ler 1 Coríntios 13? (aquele que fala sobre o amor que tudo suporta, perdoa, etc) Falou que eu TINHA que perdoar ele, que DEUS PERDOA TUDO e que o NOSSO amor era maior que tudo. Que eu não podia jogar nossa história no lixo por conta de um erro besta, que a gente ia ser feliz junto e que ele ia ser o melhor ESPOSO que eu pudesse imaginar Eu realmente fiquei em choque, não podia acreditar que existissem pessoas tão loucas que vivem em uma própria realidade dentro da cabeça. Eu demorei um pouco para racionar, mas de alguma forma eu conseguir falar alguma coisa. Parafraseando eu disse mais ou menos isso: Eu não sou Deus e eu não sei de onde você tirou que eu te amo. Éramos amigos até você começar com suas insanidades e me afastar completamente. Por favor, não fale mais comigo. Depois disso ele saiu falando mal de mim pra todo mundo, me bloqueou de tudo que é lugar e bloqueou o colombiano tbm. Plot Twist: 2 meses depois dessa loucura o colombiano e eu começamos a sair sem pretensão nenhuma e hoje rimos juntos dessa história na nossa casa com nosso cachorrinho chamado Benji. Estamos juntos há 1 ano e 2 meses e pretendemos nos casar. Fim
submitted by evelyndamendes to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.03 14:52 Ane_Cerentini Sou babaca por não querer ter muito contato com o meu pai?

Olá luba, editores, gatas, turma que está a ver, tudo bem com vocês? (. ❛ ᴗ ❛.) Cotexto: Minha mãe engravidou do meu pai com 19 anos e se casaram com 20 ent meu irmão mais velho nasceu. Vamos pra "história" ent: A minha mãe sempre desconfiou que o meu pai traía ela, mas nunca teve provas, mas qnd eu tinha 9 ou 10 anos e uma noite ela pegou o cll do meu pai e achou UM VÍDEO DELE FAZENDO O ATO COM A AMANTE, rolou choro, grito, chingamento e etc, minha mãe não fazia mais nada, não fazia nem jardinagem que é oq ela amava, e ela tava sem emprego pq meu pai disse q ia sustentar a família sozinho, pq minha mãe chegava smp muito estressada do trabalho e ent eles sempre estavam brigando, ent ela tirou forças não sei de onde e voltou a trabalhar, ela procurou o advogado pra fazer a separação mas o processo andou muito devagar e nisso se passou uns dois anos então ela trocou de advogado, ent agr eu vou contar algumas vezes q meu pai foi "babaca" pq não sei outra palavra pra descrever: • minha mãe não sabe dirigir então pegou carona com o meu pai pra ir pra seção com o advogado, só q o meu pai tava MUITO bêbado, e ele foi o caminho todo xingando e humilhando a minha mãe, dizendo que ela é uma vadia, interesseira q só queria o dinheiro dele, dizia que ele sabia dos rolos dela com os caras da minha cidade (mas ela nunca teve nada com ngm dps do meu pai). Depois da seção com o advogado meu pai pegou um caminho estranho e ficou dizendo que aquela noite seria a despedida do meu pai pra minha mãe "a última noite de sexo deles"ele ficava tentando beijar e abraçar a minha mãe, ela ficou muito chocada e me contou que estava pronta pra começar a gritar e sair do carro quando ele parou, então eles foram num mercadinho e ele passou a mão na bunda duma mulher ;-; • minha mãe me contou que quando eles eram jovens e o meu irmão tinha uns 3 anos ele bateu nela, mas foi só dessa vez. • nas férias desse ano eu e o meu pai "combinamos" de comprar meus materiais escolares juntos, mas ent foi se passando semanas e semanas e nada, ai um sábado eu fui até a casa dele e falei pra irmos comprar os materiais pq na próxima segunda minhas aulas ia começar, (meu pai trabalha como mecânico/borracheiro ent a casa dele é atrás da área de serviço) e ent ele falou: Pai: "O insira nome fictício não ta aqui como que eu vou sair? Até parece que ele não tem compromisso". (Nome fictício é o cara que é ajudante do meu pai)Eu: "E o seu compromisso cmg? Tu smp me deixa pra última hr". Ai um cara q tava la disse pro meu pai ir comprar os materiais cmg, pq eu tava chorando e pedindo mto. • Uma vez eu e meu pai estávamos sozinhos na praia (eu moro no interior e quase todos os anos a minha família se juntava e passava uma semana mais ou menos na praia, porém dessa vez fui só eu e o meu pai) ele comprou uma JBL estragada de um cara e dps de umas 2 hrs tentando fazer funcionar ele saiu na rua atrás do vendedor pra bater nele;-; meu pai disse q ia matar o vendedor;----; mas eles nunca mais se encontraram. •Uma vez eu tava com o meu pai na casa dele e a gente tava conversando sobre piercings e coisas do tipo ai o assunto foi pra homossexualidade;--; nn sei como, e ele falou "ain vi duas mulheres se beijando na rua, isso é idiotice, deus fez homem e a mulher pra ficarem juntos, gay é tudo culpa do Facebook". Ele sempre fez muito mal pra minha mãe, e fica fazendo vitimísmo quando estamos juntos, ele fica falando "a tua mãe não me quer mais" "a tua mãe me colocou pra fora de casa" coisas do tipo e isso me deixa muito mal. Obrigada por lerem msm que não vá pro vídeo, Lubisco sou muito sua fã e espero te encontrar um dia(.❛ ᴗ ❛.)❤
View Poll
submitted by Ane_Cerentini to TurmaFeira [link] [comments]


2020.05.14 14:50 BaileyJay_Beeta O que vocês tem a dizer desse comentário?

Eu adoraria ter uma namorada trans igual essa princesa deliciosa. Eu faria amor com ela todos os dias o tempo todo. E eu iria amar comer ela de frente pra mim beijando muito a sua boca enquanto enfiava meu pau sem camisinha no cuzinho dela ate enxer ele com a minha porra. Eu amo muito travestis. Ainda mais umas gostosinhas asiaticas como essa. Trocaria minha namorada na hora por uma trava assim. Andaria de maos dadas na rua e tudo o mais. Seria a minha mulher e eu a comeria de todas as formas possiveis. Muito gostosa. Vou dar uma gozada aqui agora imaginando a minha namoradinha trans me beijando muito na boca eenquanto meto meu pau nesse cuzinho delicioso. Claro...sempre sem camisinha. Sempre. Bareback with ladyboys like this one, is the best. Who agree comment too.
--Christianoooo ,United States
submitted by BaileyJay_Beeta to beeta [link] [comments]


2020.04.30 19:52 bowfex Diga não a xereca fedorenta

Não é tá ligado mano, vo da o papo reto tá ligando? Neguinho deve tá pensando ai q eu sou marrento bá “Pô palito é foda tá la explanando” Não to explanando não, tá ligado? É que pra nois omi já é difícil pra caralho. Que tem a lei da conquista de pegar vocês, tá ligado? Antigamente mulher só ia no desenrolo pá no carinho no amorzinho no carin Hoje em dia não. Hoje em dia pro cara pegar uma mina bonita e gostosa ele tem que tá com o carvão no bolso né mano. Que as mina gosta de sair elas querem beber grey goose quer beber amarula whisky chandon... Então cara vai pra balada e já se fode no mínimo uns quinhentos merréis a mil reais com as mina pra pegar Tudo bem. Dinheiro a gente não liga que dinheiro a gente faz, tá ligado? Cum nois num tem neurose A pica é a gente gastar o dinheiro vai lá leva pra balada bota grey goose bota chandon e pega daqui pega de lá Melindrizinho daqui melindrizinho dali PUM Leva pro motel aí pra dar uma moral a gente leva logo pro oklahoma paga-lhe uma suíte de 250 cruzeiro Já foi MIL E QUINHENHOS REAIS quase pra comer a mulher Aí chega na hora do vamo ve Quando tu manda pra ela: amorzinho vai toma um banhinho Ela fala: eu não amor vou toma banho não... Já tem que acender o vermelho, tá ligado? Se a mulher não toma banho já acende a luz que é porca, fedorenta. Tá com a xereca suada a noite toda, bagulho mijo, foi no banheiro, deu aquela mijada, voltou, mijou, voltou. A xereca já tá a calcinha colando de xixi Tá ligado? É… Aí depois chega no motel num quer tirar a roupa aí tu já bola. Aí tu vai lá toma teu banho (faz o teu né mano tu é limpin), lava-lhe a caceta legal, toma ali aquele banho bonitin pum Dá logo 3 tapa na piroca pra ficar envernizada no banheiro Quando tu vem pa da um plá tu vai Ela já manda pra tu: “aiiiin apaga a luiiiiinz nuuum gosto de1 luuuz acesa” JÁ SABE QUE DEU RUIM NUM TOMA BANHO E TÁ COM A LUZ APAGADA, IRMÃO? A xereca tá com corrimento, o bagulho tá fedendo Já acende a luz vermelha que vai dar ruim! Mas como nois somo meio carnivoro ne a gente insiste ne neguin. É a obrigação de um HOMEM um homem de vdd um homem das cavernas aquele homem troglodita é insistir a gente vai lá e insiste Quando a gente tira a calcinha… que malandro que é malandro não enfia a piroca de vez não, hein? Essa molecada novinha aí que não sabe chupar buceta, que tem nojinho Se tiver nojin vai se fude vai pega gonorreia Porque esses babaca que mete já arria a calcinha enfia a piroca de uma vez SE FODE Ó o macete do palito pa vocês ó: Desce devagarinho beijinho na boca beija no peitin passa a língua do umbiguin ANTES de meter a língua na xereca tu mete o dedo, tá ligado? Mete o dedin e vai fingindo q tá dando umas massageada no grelo aí tu enfia o dedo lá dentro da xota dela e vai beijando ela na boca Passa-lhe o dedo por trás da nuca dela da-lhe aquela cheirada Mete no teu nariz e cheira SE VIER O FUNTUN DE MUN RÁ AQUELE CHEIRO DE CATACUMBA SAI FOOOOOORA QUE TÁ POOOODRE Agora se meter o dedin por trás mesmo se ela n tomar banho e tiver cheirosinha Aí vale a pena da-lhe uma chupada na buceta tá ligado manin Porque homem q não chupa xereca é viadinho Homem tem que mete-lhe a boca no grelin devagarinho e fazer descer o caaaldo da fruuuta poorra Mulher é que é mulher gosta de uma boa de uma xupada na xereca Atenção meninas, então por isso eu deixo aqui o meu apelo: atenção, diga não a xereca fedorenta Eu apoio mulher da buceta xerosinha!!! Chega me deu água na boca..
submitted by bowfex to Copicola [link] [comments]


2020.04.21 06:11 GearUser666 Namorada Bi.

Antes de iniciar, não sou homofóbico, nem sou contra, por favor... Meu namoro mais recente durou 7 meses. No começo ela era incrível, mas depois de 2 meses por acaso peguei uma conversa cheia de liberdades com uma "amiga" no WhatsApp, mas na hora não liguei muito, visto que confiava nela. Porém, antes dela, havia namorado uma moça por 4 anos, e devido a ter me traído e outras coisas, terminamos. Eu havia ficado meio que "traumatizado" e desiludido devido a essa traição, havia conhecido duas mulheres lindas depois dela, mas não deixei virar algo mais por medo. Essa EX- namorada BI foi a terceira e resolvi investir nela, mas fiquei muito possessivo achando que ela tava me traindo com a mulher do WhatsApp e, depois de 4 meses, ela me confessou que era BI e essa moça era ex namorada dela, e não sentia mais nada pela mesma ... Resolvi investigar, peguei fotos recentes beijando a mesma no G drive dela, peguei envelopes com cartinhas etc, e ao questiona-la a mesma confessa estar me traindo, coloca a culpa em mim, e disse que eu a aproximei da EX, chora nos meus ombros disse que me amava ainda mas gostava da Ex tbm. Terminamos em outubro de 2019. Em Janeiro , ela vem atrás de mim a gente sai, vem em casa, se declara, rola tudo... E vem me confessar que tava morando com a moça e me amava ainda, ou seja, agora traiu a moça comigo. Mandei ela embora no outro dia e contei tudo a família dela, a mesma não me perdoa ate hoje e cortamos contato. O que fica na mente é ela me falar que toda mulher é bissexual e etc. Mais um trauma pra me preocupar, e mais um motivo pra nao confiar mais em ngm pra algo monogâmico. Ainda vale a pena namorar hoje em dia? sempre tive essa imagem ruim de pessoas bissexuais, que não são confiáveis, não sei se minha ex foi um caso isolado...
submitted by GearUser666 to desabafos [link] [comments]


GAROTA BEIJANDO HOMENS DESCONHECIDOS COM 3 PERGUNTAS ... GAROTA BEIJANDO HOMENS DESCONHECIDOS DE LÍNGUA  PEGADINHA ... MULHERES GOSTOSAS SE BEIJANDO #1 - YouTube AMAR, BEIJAR E CURTIR. - YouTube Mulher beijando lésbica brasileira pela primeira vez - YouTube Duas lésbicas gostosas de beijando !! - YouTube COISAS QUE TODA MULHER FAZ - (versão lésbica) - YouTube ANITTA BEIJA DUAS MULHERES EM VÍDEO #Anitta #ANITTA - YouTube pegadinha garota beijando mulheres desconhecidas / Girl ... MULHER BEIJANDO MULHERES  PEGADINHA - YouTube

beijando mulheres gatas bem Sexy Beijando mulheres ...

  1. GAROTA BEIJANDO HOMENS DESCONHECIDOS COM 3 PERGUNTAS ...
  2. GAROTA BEIJANDO HOMENS DESCONHECIDOS DE LÍNGUA PEGADINHA ...
  3. MULHERES GOSTOSAS SE BEIJANDO #1 - YouTube
  4. AMAR, BEIJAR E CURTIR. - YouTube
  5. Mulher beijando lésbica brasileira pela primeira vez - YouTube
  6. Duas lésbicas gostosas de beijando !! - YouTube
  7. COISAS QUE TODA MULHER FAZ - (versão lésbica) - YouTube
  8. ANITTA BEIJA DUAS MULHERES EM VÍDEO #Anitta #ANITTA - YouTube
  9. pegadinha garota beijando mulheres desconhecidas / Girl ...
  10. MULHER BEIJANDO MULHERES PEGADINHA - YouTube

clique no link e assista a temporada completa na amazon prime video! https://bit.ly/pinkamazonprime amar, beijar e curtir. subscribe now in our channel - se ... Baixe Onefootball Grátis: https://tinyurl.com/OsDesenrolados2 Depois do sucesso absoluto do vídeo Mulher Beijando Homens com 3 perguntas 1 que foi o vídeo de... Enjoy the videos and music you love, upload original content, and share it all with friends, family, and the world on YouTube. Meu canal principal de pegadinhas : https://www.youtube.com/watch?v=RmOiEtuIqq8 Ebook com 80 cantadas efetivas para seduzir uma mulher! cantadas para quebrar... #Mulheres #Beijos PEGADINHA MULHER BEIJANDO HOMENS DESCONHECIDOS PRANK WOMAN KISSING UNKNOWN MEN SEGUNDA PARTE DO VÍDEO AQUI: https://youtu.be/ihSNAx51b6I ... Olá galera!! Neste vídeo fizemos uma simulação das típicas coisas que nós, mulheres/lésbicas, fazemos! 💻 Inscreva-se no canal: https://www.youtube.com/channe... Mulheres se beijando na boca, garota resolveu experimentar um beijo lésbico, e beijou uma lésbica pela primeira vez, vídeo de beijar na boca, duas mulheres s... mulheres gostosas se beijando #1 sua cama vai pegar fogo, melhor produto sexual do mercado: http://bit.ly/brutonacama nos envie sugestÕes pelo e-mail! vai te... 🔴 Saia com aquela gata do seu WhatsApp HOJE http://bit.ly/cursoseducaodesenrolado INSCREVA-SE: http://bit.ly/osdesenrolados SIGA: https://www.instagram.c... ANITTA BEIJA DUAS MULHERES EM VÍDEO #Anitta #ANITTA #Anittabeijandoduasmulheresvideo #anittabeijando #AnittaKisse #Kisse #AlbumKisse #AnittaAlbumKisse